TEMA DA AVENIDA Q


Você que mora na Avenida Q

A vida passa, mas você não vê

E nem pergunta mais por quê

Qual a razão?

Trabalha duro e ganha mal

A vida nunca te dá mingau

No fim de tudo

Você já acha normal

O quarto-e-sala chinfrim

No prato o mesmo capim

E sem pudim

Tim tim por tim tim

Nossa vida aqui é assim

A vida aqui é assim

A vida aqui é assim!

MEU NOVO DIPLOMA / QUE MERDA QUE EU TÔ


O que fazer com meu novo diploma?


O que é que eu vou inventar?


Eu tô formado, eu fui aprovado


Mas onde é que eu vou trabalhar?

E sem um centavo, será que eu sou bravo?


Será que eu resisto até o fim?


Se bem que no fundo


Eu acho que o mundo


Um dia vai falar de mim

(…)

Eu tinha um sonho pra quando crescer


O quê?


De ser comediante lá na TV


Pois eu cresci e veja o que se passou


Cheguei

Aqui

Aonde?

Na merda que eu tô


Na merda que eu tô


Na merda e pensando merda


E tudo em volta é só cocô


Na merda que eu tô

Você acha que a sua vida é uma merda?

Seus problemas não são tão grandes, querido

Eu sou gatinha, esperta e legal

É mesmo

Brigada

E sou romântica bem mais que o normal


Eu tenho tanto amor pra dar, mas tô mal
Porque

Por quê?

Tô sem namorado, porra!

Que merda que eu tô


Eu também!


Que merda que eu tô


Que merda que eu tô


Na merda que eu vivo


Eu também


Não tenho um tostão


Não tenho ninguém


Que merda que eu tô

(…)

Moramos juntos


Os dois numa kitnete


E é cada um na sua


Cada qual num colchonete

Mas ele sempre me enlouquece e puxa o tapete


Todo dia é uma palhaçada


Que exagero eu não faço nada

Não dá descarga, não passa roupa jamais


Você que passa até cueca e não me deixa em paz


Só mija fora da privada rapaz


Não dá


Não, não dá


Tu só faz reclamar

Que merda que eu tô


Não, que merda que eu tô


Que merda que eu tô


Que merda que eu tô

E tá todo mundo sempre numa merda só


Que merda que eu tô!

(…)

Eu sou a imigrante, que triste situação


O pessoal me chama “China”, mas eu vim do Japão


E sou formada com “diproma” na mão


“Psicóroga”, eu tenho “currícuro”


Mas nenhum “criente”


Só tenho esse noivo desempregado


E o “aruguel” já tá atrasado

Que merda “co tô”


Que merda “co tô”


Eu sei “co tô, co tô, co tô, co tô, co-tô”

Que merda “co tô”!

(…)

Sou Gary Coleman, criança da TV


Já fui celebridade, mas agora você vê


Eu cresci e agora ninguém quer mais saber


Tô aqui, dessa espelunca, eu sou zelador

Que merda ‘cê tá


Você ganhou!


Que merda ‘cê tá


Tô me sentindo até leve!


E ainda tenho que escutar piada

Gary, faz aquela cara de neguinho safado

Que você fazia quando era pequeno lá na televisão, faz, Gary?

Tcha-ran! Que merda

Que merda ‘cê ta

Na merda geral

(Sou eu que tô)


Na merda geral

(Você também)


Na merda geral

(E nós também)


Mas todo mundo junto

Sofre junto, sim

Na merda e feliz

Na mesma merda e feliz

Até o nariz


E não tem mais fim


A vida aqui é assim


Isso é que vida!


A vida aqui é assim


Você vai adorar!


A vida aqui é assim


Aqui tá tua chave!


Bem-vindo à Avenida Q!

SE VOCÊ FOR GAY


Se você for gay, pra mim okay


Eu digo: Hei


Querido, eu te aceitei


No seu lugar, eu ia amar


Poder falar que eu sou


Que eu também sou


Mas eu não sou

Nicky, querido, dá um tempo, sim?

Eu estou tentando ler o livro

O quê?

Sou seu irmão

(Ai Nicky, que chato)

Bichona ou não


(Nicky!)

Discreto ou não


Meu coração é seu

Pois eu sei também


(O quê?
)

Que você também me trataria bem


Se eu disser que eu sou


Mas eu não sou

Contigo

(Cats)

Eu fico em paz

(Hairspray)

Então pouco importa pra mim


Quem te abraça assim por trás


(Nicky, que grosseria!)
-Eu não acho!

Viado ou não


Te estendo a mão

(Eu não quero mais ouvir)

Se o teu tesão

É na cama com um garotão

Eu não vou ligar


Vou te ajudar


E sempre te apoiar


E até te consolar


Você tem tanto a dar

Amigo, eu sei que o seu DNA é gay


(Eu não sou gay!)

Se você for gay

RUMO


Rumo


É uma luz qualquer


Que um dia pisca


Dentro de alguém


Rumo


É o que nos faz seguir


E buscar um lugar mais além

Pois eu preciso de um rumo, bem ou mal


Olha, é uma moeda!

É do ano em que eu nasci?!


É um sinal!

Agora eu sei que vou


Eu vou procurar meu rumo


Nem sei por onde começar


Mas vou procurar meu rumo

Tá por aí, tá pra chegar


Eu tô na fila pra não me atrasar


Vou achar meu rumo

E vou me encontrar


(Vai procurar seu rumo)


Vou procurar meu rumo


(Vai procurar seu rumo)


Eu vou procurar meu rumo

Se é no céu, se é no chão


Se vai cair na minha mão


Vai ser bom?

(Vai ser bom)


Vai doer?

(Vai doer?)


Me abraçar ou me prender?

Vai chegar, vem assim

(Vem assim)


Vem com tudo, vem pra mim!


Vou procurar meu rumo, sim


(Vai procurar seu rumo)


E vou procurar, sim, yeah!

Dentro de mim, na multidão


Seguindo o fluxo na contramão

(Na contramão)


Vou achar meu rumo

(Vai achar sim)


Vou me encontrar

(Rumo rumo)


Vou procurar meu rumo


Rumo, rumo, rumo

Eu vou me encontrar!

TODO MUNDO É MEIO RACISTA


Viu, você também é um pouco racista


Tá bom, você também é


A gente é sempre meio racista


Mas nunca a gente vai admitir que é


Mas eu sei que é


Cá pra nós, pois é, tá bom

Todo mundo é meio racista, meu bem


Todo mundo entra nessa lista também


Quem aí que não xingou?


Quem jamais sacaneou

Preto, pardo, índio, oriental?


Todo mundo apronta


É normal!

(…)

Todo mundo é meio racista – É sim


E todo mundo, às vezes, é fascista – É sim


Quem aí que nunca riu


Ou mandou pra puta que pariu


Ou contou piada até cansar?!


Todo mundo adora
Debochar!

(…)

Viu, você é racista


Tá bom, você também é


O mundo é meio racista


E todo mundo jura que não é, mas é


Tem negro até


Tem monstro até

Todo mundo é meio racista, tá bom?


Tá bom!


Tá bom!


Tá bom!


O racismo não escolhe a cor nem o tom

Quando a gente admitir


Que é babaca mesmo e não fingir


E dizer que só os outros são


Pode ser a grande


Solução

(…)

Todo mundo é meio racista


Eu não!


Ah, não?


Não!
Pois até namoro com uma “China”, tá bom?


(O quê? Blian!)

Brian, cara, ‘cê tá mal


A palavra certa é oriental


Sei que a intenção não é ruim


Mas quando ‘cê fala China


Machuca “ni mim”

(…)

Judeu é mão de vaca


E as “lora” é retardada


E os preto caga sempre


Na saída ou na entrada


É isso aí!


É uma cagada só!

Todo mundo é meio racista, neném


E pode colocar você na lista também


Quando a gente admitir


Que a gente é escroto, e não fingir


Quem sabe a gente aprende a se aceitar?


E fazer o mundo


Melhorar


Todo mundo é meio racista, né?!

A INTERNET É PORNÔ


A Internet é uma revolução

Pornô!


E todo mundo agora tá nessa vibração

Pornô!

Tem sempre um novo site


Pornô!


É sempre uma atração


Pornô!


E eu vou surfando atrás de informação


Pornô


Trekkie!

A Internet é pornô


(Trekkie!)

A Internet é pornô


Pro netinho e pro vovô


É pornô!

(…)

Bundão, peitão, cacetão ponto com!

Bundão, peitão, cacetão ponto com!

(…)

Não há lugar melhor pra pesquisar

Pornô!


E quem procura sempre vai achar

Pornô!


No laptop tem


Por…

No celular também

E todo mundo agora não vive mais sem


Pornô!


Trekkie!

A Internet é pornô


(Cala a boca!)

A Internet é pornô


Que tesão, me chama que eu vou


Que é só pornô

(…)

A Internet é pornô


(Eu tô na minha)


A Internet é pornô


(Na punhetinha)

Bota pilha na braguilha


É só pornô


É por…


(…)

A Internet é pornô!


(Que horror!)


A Internet é pornô!


(Que baixaria!)


Vai pessoal, segura o pau

Que é só pornô!


É só

A Internet… A Internet

A Internet é pornô!

UMA FITA


Eu acho


Que ele me curte


Mas é do jeito dele


Ou é do meu?

Será o amor


Ou é como irmão?


Eu acho que ele quer


E às vezes, não

(…)

Uma fita


Gravou uma fita


Foi pensando em mim, sim


Que ele gravou

Será um jeito


De mostrar assim?


Dizer numa fita


O que sente por mim

Vamos ver

“Meu Caro Amigo”


“Amigo de Fé”


“Melô do Amigão”


Que merda, hein!

Mas olha…

“O Nosso Amor”


“Meu Amor”


“Ma Chérie, Amor”


Ai Princeton! Ele gosta de mim!

“Meu Calhambeque”


“Vaca Profana”


“Diabo de Mulher”


Que é que ele quer?

(…)

I Love You”


“Love Me Do”


“My Heart Will Go On”


Eu adorei o Titanic!


É, foi legal

“She’s Got a Way”


“Yesterday”


“Você é meu dragão”


Não, não conheço essa, não


“Cavalgada”


“Nossa Estrada”


“Explode Coração”


Mas que fita legal, hein

Tem mais uma

“Eu Queria Dizer Que Te Amo na Canção”

(…)

Ele me curte!

EU TÔ SEM CUECA


Eu tô sem cueca, sim sinhô!


Ai, eu tô sem cueca, sim sinhô!


Quem é que vai notar?


Quem parou pra reparar?


Quem tá de olho e se espantou?


Que eu tô sem cueca, sinhôôô!

(Vai arrumar emprego, vagabundo!)

VEM COMIGO


Vem comigo que eu 
faço


Seu fracasso encolher


Vem na minha que eu
faço


Seu bagaço render

Que vida de merda que Deus te deu


Tá no chão, na pior, apodreceu


Até seu cachorro te abandonou


A sua salvação, meu bem


Sou eu!

Um terremoto no teu colchão


E um vulcão queima o teu lençol


Vem cá meu nego, você é meu


Vamo lá no banheiro, você e mais eu


Eu olhei no teu olho e a coisa cresceu

Pra mim!


Pra mim!


Pra mim! Pra mim! Pra mim! Pra mim!

Já bati o meu olho e vi que seu troço cresceu

Pra mim!

TODO MUNDO PODE FAZER AUÊ


Todo mundo pode fazer auê pra fazer amor


(Pra fazer amor)


Todo mundo pode fazer auê pra fazer amor


(Pra fazer amor)


Todo mundo pode fazer auê pra fazer amor


(Pra fazer amor)


Todo mundo pode fazer auê

(…)

Na biblioteca não dá pra fazer auê


No museu também não dá, meu amor


Se é tu e teu gato, rolando na cama


Manda a ver no roncar do motor

Todo mundo pode fazer auê pra fazer amor


(Pra fazer amor)


Todo mundo pode fazer auê pra fazer amor


(Pode fazer, pode fazer)

Não liga pro vizinho que reclamar


Pois o dia dele também vai chegar


Todo mundo no fundo quer é fazer amor

Pode fazer auê


Pode fazer auê


Pode fazer auê


Pode fazer auê


Pode fazer auê

Pode fazer

Pode fazer..
Pode fazer


Pode fazer…
Pode fazer

Pode fazer…
Pode fazer

Pode fazer…
Pode fazer

Pode fazer auê!

O SONHO QUE EU SONHEI


Tantas noites sem dormir


Só pensando em você e eu


(Nenem quer mamar)

E eu que pensei, que o sonho era meu


Jamais seria um sonho seu

(Você é a cara do Raj!)

Tantos anos que eu fiquei


Ao seu lado e não notei


E eis então que você enfim


Decidiu falar e se abrir pra mim

Agora eu sei


Que aquilo que eu sonhava
na solidão


Meu bem, você sonhou também

E agora eu vi


Que aquele sonho lindo não foi só meu


Foi maior, foi além


Você sonhou também

(…)

Foi um sonho você e eu


Mas eis que o sonho aconteceu

(…)

Foi mais do que bom


Foi mais que eu pensei


Você é bem mais do que eu sonhei

Eu nem sei o que dizer


Mas é tão bom poder saber


Que eu senti que te quero mais


Que jamais eu quis com qualquer rapaz

Agora eu sei

(Agora eu sei)


Que todos esses sonhos que eu já sonhei

(Oh, meu bem)

(Oh, baby)


Você sonhou também

E agora é mais

(E agora é mais)


Os sonhos que eu sonhava já são reais


E mais além


(Eu quero mais além)


Porque você sonhou

(eu sonhei)

Também


Você sonhou também

MINHA NAMORADA NO CANADÁ


Eu

Tenho uma namorada


Mas ela tá lá no Canadá


Ela é estonteante


É tão deslumbrante


Mas ela tá lá no Canadá

Faz tudo na casa


De um jeito dengoso


Costura e cozinha


E chupa gostoso!

A gente se fala por e-mail


Pra saber se tá tudo indo bem


É uma pena que ela mora tão além


No Canadá

Na semana da Páscoa ela vem me ver


Vai pegar no meu ovo até derreter


Mas rapaz, vou dar meu coelho pra ela ver


Como ele é bom


E depois botar pra gemer!

Eu tenho uma namorada


Mas que triste, ela mora no Canadá


Sou louco por ela


Eu vou atrás dela


Eu vou viajar lá pra Sidney

(Ahn?!
- Sidney fica na Austrália)

Não, não! Vancouver


Ela é prima do Sidney


Ela mora em Vancouver


É uma gata


Minha namorada


Ela é minha amada


Mas tá no Canadá!

E eu tô louco pra lamber aquela perereca de novo!

SERÁ QUE FOI AMOR?


Foi amor ou não?

Foi só amigo, ou foi mais?


Foi amor ou não?


Foi só metade ou foi demais?

Ninguém nunca vai saber se valeu


Tentar do tanto que tentou


Foi um grande amor ou foi só


Só mais um que passou?

Foi amor ou não?


Foi só mentira ou foi real?


Mas foi amor ou não?


Foi tudo mágica ou normal?

Se alguém não gosta de você, tá bom


A vida te ensinou


Mas e se foi amor e você


Só você não notou?

Mas eu não tenho mais de mim pra dar pra ninguém


Todo mundo sempre tá fugindo de alguém


Por isso eu vou fechar as portas, eu também


E me guardar

Foi amor ou não?


Foi só um dia ou foi mais?


Mas foi amor ou não?


Foi só uma parada ou quantas mais?

Se a vida te pôs nos braços alguém


Por que que não vingou?


Ou será que foi, foi amor


Mas você não notou?

QUE MERDA QUE EU TÔ (REPRISE)


Que merda que eu tô


Que merda que eu tô


Na merda e solteiro e desempregado aos

Putz, eu tô ficando velho!

Vinte e dois!


Que merda que eu tô!

TEM UM MUNDO LINDO LÁ FORA


Tem um mundo lindo lá fora


Que espera só por você


Tem um mundo lindo lá fora


Mas você tem que sair pra conhecer

Tudo é só diversão
pra você, meu irmão


A questão é você descobrir


Que tem um mundo lindo lá fora


Mas a porta tem que se abrir

Tem um mundo lá

Tem um mundo lá

Tem um mundo lá

Tem um mundo lindo lá fora


Tem barata aos montes no chão

Tem garotas demais


Tem rapaz com rapaz


Flanelinha em cada esquina te pedindo um trocadão


(Vai se ferrar!)

Tem criança em sinal


Tem “mulé no jornal!


Tem maconha pra quem quer fumar
- Ou não!


Tem um mundo lindo lá fora


Só pra quem consegue escapar

Tem um mundo lindo lá fora


Eu sei!

(Tira a mão dos meus “peito” tarado!)

Tem um mundo lindo lá fora


(Eu vou pular!
-Não pula!
-Tá bom, não pulo)

Tudo é só diversão

(Tudo é só diversão)


Pra você, meu irmão

(Pra você meu irmão)


A questão é você descobrir


Que tem um mundo lindo lá fora

Tem um céu azul
pra você voar


E um cocô no chão
pra você pisar

(…)

Pega ela e leva pra casa


Vem comigo que eu faço

(Faça)


O seu frio esquentar

(Oh! Oh! Do Wow!)


Me dá uma chance que eu faço

(Faça)


Seu tantinho aumentar

(Aumentar)

Diz pra mim


“I Love You”


Pega ela, peru


Que legal, grande idéia!


E atenção à gonorréia!

Tem um mundo lindo lá fora


Mas lá em casa é melhor


Tem um mundo lindo lá fora


(Em casa é melhor)

Tem um mundo lindo lá fora


(Em casa é melhor)

Tem um mundo lindo lá fora


Mas lá em casa é melhor


Pornô!

SE VOCÊ AMA ALGUÉM


Se tu adora alguém e vive com a pessoa


Essa pessoa tu já quis “estrangurar”


Então tu quer fazer as “paz”, ficar na boa


Mas mesmo tempo quer também
assassinar

E quanto mais tu ama alguém


Alguém te apronta


E quanto mais tu faz amor


Tu quer estripar


Tu olha ele e vê um gordo e preguiçoso


Então tu pensa em dar veneno pra ele tomar

Amor


(Amor)

Conserva o ódio


(Ódio)

Num grande isopor


(Num grande isopor)

Aonde vai um, outro vai junto


Um é como o pão


E o outro é presunto

E quanto mais tu ama alguém


Com todas “força”

Tanto mais tu já
Sente aquele horror

(O horror)

Por isso, amiga, quando tu detesta um cara


Tu pega ele


Tu gruda nele


Não mata ele


Pois vai que ele


É seu amor

(Meu amor)

SCHANDENFREUDE


Olha bem você aqui na merda de repente


(Tô mesmo)

E ao te ver assim, rapaz
eu fico tão… contente!

(Contente?)

É a natureza humana


Não dá pra evitar


É Schadenfreude


É tão bom te ver se arrebentar

Gary, isso não é legal!

Eu não disse que era legal

Mas todo mundo é assim!

Você já riu quando alguém caiu
de bunda na escada?


(Já)

E gargalhou vendo alguém pisar na
Merda na calçada?


(Claro!)

Ver alguém tomando chuva
da janela faz muito bem


(Faz mesmo!)

É Schadenfreude


Rindo da desgraça de outro alguém

(…)

Quem não se esbalda quando vê
a vovó cair na poça?


E o jogador que acreditou
que o travesti é moça

Essa vida só tem graça
se tem alguém levando a pior


É Schadenfreude


Se você tá mal, eu tô melhor

Que tal gente rica na prisão?


Gente branca no verão


Bicha sem ninguém pra dar


Gordo dentro de um spa


Corno achando que a mulher


É sincera pra valer


Preto e pobre no Brasil


Ah, vai pra puta que pariu!

Schadenfreude


Schadenfreude


Schadenfreude


Schadenfreude

O mundo precisa de gente assim


Que é capaz de qualquer coisa


Pra rir da desgraça


Mijar de achar graça


E nem ligar depois

Tanta gente igual a gente


Que finge que é do bem


Mas não é

Schadenfreude


Pois todo mundo quer gozar


Quem que não quer sacanear?


A gente sofre é pra pisar


Alguém

E quem disser que não, a gente pisa também!

QUISERA VOLTAR PRO COLÉGIO


Quisera voltar pro colégio


Pra vida simples dali


Tudo era paz
e tudo era mais


No colégio que eu nunca esqueci

Quisera voltar pro colégio


Onde eu era mais do que sou


Eu era mais eu
e o mundo era meu


Mas que pena que o tempo passou

Como voltar pro colégio?


Eu agora não sei mais de mim


Eu quero voltar lá pro pátio
e pro recreio


Abraçar meus colegas assim

Matar uma aula qualquer


Imitar o professor


Ganhar um zero


Xingar o inspetor


Quem é que nunca rabiscou “merda” no corredor?

Quem dera

Uma prova pra não passar


Outra prova pra poder colar de alguém


Não, eu não li, não estudei, eu não lembro


Meu Deus, tô ferrado e você também

Quisera voltar pro colégio


Como voltar pro colégio?


Quisera eu tivesse mais fotos

Mas se um dia eu voltar pro colégio


O mico então será meu


Pois quando eu chegar


Eu sei, vão falar


Que velho nessa turma, só eu!

CANÇÃO DO DINHEIRO


No meu chapéu


Vem cá, Princeton


Você nunca leu:

Quem ajuda os outros
agrada a Deus


Me dá dez centavos

(Eu tô sem trocado)

Me dá um dólar


Não foi isso que eu disse)

Cinco tá bom


(Você tá de brincadeira, né?)

E quem dá mais


Recebe mais


E ganha um cupom


Pra chegar no céu
e dizer: Jesus, eu arrasei


Eu tinha bem pouco


Mas eu dei!

(…)

Passa o dinheiro


É pra Kate, rapaz


Vamos, Nicky, não seja voraz


Ela vai fazer
uma escola graças a você

Me passa o dinheiro


(Eu preciso dele)

Passa o dinheiro


(Eu já disse, to com fome!)

Passa o dinheiro

(Não dá! Eu preciso dele! Eu sou sem-teto!

Não dá! Eu preciso dele! Eu sou sem-teto!

Não dá! Eu preciso dele! Eu sou sem-teto!

Não dá! Eu preciso dele!)

Então tá bom, toma aqui

Obrigada!

De repente, eu estou mais perto de Deus


Que grande mudança


Que nova esperança


Invade os sonhos meus…

(…)

Ajude os outros que vai voltar pra você


Ajude os outros
que vai voltar pra você

Os monstrinhos vão vibrar


A escolinha vão ganhar


Ajude os outros, pois vai voltar pra você


Passa o dinheiro!

(…)

Passa o dinheiro


Passa pra cá


Chacoalha essa bolsa


Os bonecos vão pegar

Chapéu já vai passar


E vocês não têm como escapar


Vai, Passa o dinheiro

(Passa o dinheiro)


Passa o dinheiro

(Passa o dinheiro)


Passa o dinheiro

Ajude os outros
que vai voltar pra você


Ajude os outros
que vai voltar pra você

Quem fizer a boa ação


No fim em recebe em dobro então


Ajude os outros, pois vai voltar pra você

Pra você chegar no céu


E desbancar o Papai Noel


Ajude os outros, pois vai
 voltar
 pra
 você!

ESCOLINHA PARA MONSTRINHOS / CANÇÃO DO DINHEIRO (REPRISE)


Escolinha


Escolinha de monstrinho


Quando “mim” ia estudar


“Mim” não tinha coleguinha

Todos me chamavam de tantã


Hoje “mim” tem analista

E toma Lexotan


Mas se escolinha acontecer


Igual a mim ninguém vai ser

(…)

Ajude os outros
que vai voltar pra você


Ajude os outros
que vai voltar pra você

Quem fizer a boa ação


No fim recebe o dobro então


Ajude os outros, pois vai voltar pra você!

TUDO HÁ DE PASSAR


Todo mundo é meio assim
insatisfeito


Cada qual carrega um nó
dentro do peito

Olha só, pense bem, nada é perfeito


Mas vai passar

Tudo vai


Vai passar


Nada é eterno


Toda primavera vai chegar ao inverno


Você jurava que era tudo pra sempre


Mas vai passar!

Tudo há de passar

(Passar)


Há de passar

(Passar)


Há de passar

(Passar)


Há de passar!

(…)

Agora é festa


É o grande final


Um happy ending


No nosso quintal


Tá tudo lindo, tudo certo e normal


Mas vai passar

(Passar)

Tudo há de passar

(Passar)


Há de passar

(Passar)


Há de passar

(Passar)


Há de passar!

Há de passar

(O nosso amor)


Há de passar

(O céu azul)


Há de passar

(A inspiração)


E tudo que eu sonhei

Há de passar

(A nossa mágoa)


Há de passar

(O nosso encanto)


Há de passar

(Passar)


Há de passar!

Há de passar

(Sexo)


Tudo há de passar

(Seu botox)


Tudo há de passar

(Hugo Chávez)


Tudo há de passar

Sem stress, relax


Não guarde o seu rolex


Pois na sarjeta ou num duplex


Seja como for

Tudo há de passar

O seu sorriso

(Há de passar)


E a dor no dente ciso

(Há de passar)


A vida assusta


(Há de passar)


Mas no fim é sempre justa

Nessa vida, tudo há de passar!