BOM DIA BALTIMORE


Oh oh oh hoje acordei

Com fome de coisas que eu não comi

Oh oh oh o mundo a minha volta

Só quis sorrir depois de ouvir

A voz da cidade cantando a canção

Que inspira e eleva meu coração

Oh oh oh pulo da cama e a vida me estende a mão

Bom dia Baltimore

Hoje o dia nasceu melhor

Sem medo nem solidão

Eu me perco na multidão

Bom dia Baltimore

Quando for minha vez de brilhar

Não vou esquecer meu lugar

(Meu lugar)

Minha Baltimore

Oh oh oh o meu cabelo requer um extremo cuidado

Oh oh oh goma, laquê, meu penteado é estruturado

Até mesmo os ratos festejam o fato

De que nasci mesmo pra brilhar

Oh oh oh muita atenção, pois a hora não tarda a chegar

Bom dia Baltimore

Meu vizinho é um galã

E o bêbado é meu fã

Todos torcem demais por mim

Bom dia Baltimore

Quando for minha vez de brilhar

Não vou esquecer meu lugar

(Meu lugar)

Minha Baltimore

Conheço o caminho e essa canção

Em toda cidade um coração

Eu sei que um dia vou acontecer

Alguém me descubra senão vou morrer

(Senão vou morrer)

Oh oh oh só uma chance

Um só instante eu vou conquistar

Oh oh oh algo aqui dentro faz o momento

Eu vou brilhar!

Mamãe diz que não

Mas meu coração

Luta valente sem desistir

Oh oh oh tanta demora

Desculpa eu preciso insistir

Bom dia ... Bom dia

A vida me faz insistir

Eu amo Baltimore

Hoje o dia nasceu melhor

Sem medo nem solidão

Eu me perco na multidão

Eu juro Baltimore

Quando for minha vez de brilhar

Não vou esquecer meu lugar

Não, não vou esquecer

(Não, não vou esquecer)

Minha Baltimore

(Se quando sua vez chegar)

Minha Baltimore

(Você por certo vai brilhar)

Sim eu vou brilhar!

BROTOS DO MOMENTO


Todo dia às 4, no mesmo canal

A turma se reúne e é sensacional

Tiram as jaquetas, ganham o salão

E eles mexem, mexem, mexem com muita emoção

É muito movimento, são os brotos do momento

Todo dia às 4 estamos na TV

E o som da garotada vai te enlouquecer

E você canta e grita até perder a voz

Aprende o repertório, é tudo tão veloz

Já não tem cabimento, são os brotos do momento

(...)

Aqui os brancos fazem sua lei

Mas todo mês, um dia o negro é rei

Eu sou o cara pra fazer o melhor

Eu sou Corny Collins

Com o novo, grande som de Baltimore

Toda noite jogue tudo para o ar

Pra que escrever e ler? Melhor cantar e dançar

Esqueça a matemática e o inglês

Faça o seu dever de casa uma vez por mês

Grande comportamento, são os brotos do momento

Chamada:

Sou Amber! 

Brad! 

Tammy! 

Fender! 

Brenda! 

Sketch! 

Shelley! 

QI!

Lou Ann! 

E eu sou Link!

(...)

Se liga só um momento ao som de um instrumento

E o ritmo enlouquece o seu pensamento

Pra que dormir se pode cochilar na escola

Vão todos levar bomba, mas não dão nem bola

É um atrevimento, são os brotos do momento

São os nossos brotos

São os nossos brotos

Os melhores são eles, os brotos do

Do momento !

MAMÃE ACORDA, EU JÁ CRESCI


Por favor!

Não!

Mãe!

Chega!

De dizer o que vou fazer

Não!

Não vou mais lhe obedecer

Basta!

Você quer o melhor pra mim

Mas...

Simplesmente não é assim

Não, vai não!

Por favor!

Não e não!

Por favor!

Não é não!

Por favor! Mamãe acorda, eu já cresci!

Ano após ano dentro dessa casa

Como eu posso crescer debaixo da sua asa

Você tenta esconder, mas eu já descobri

Mamãe acorda, eu já cresci!

Houve o tempo em que eu gostava de bonecas

Mas hoje eu prefiro brincar com as cuecas

E tenta me entender, não posso lhe iludir

Mamãe acorda, eu já cresci!

Mãe vou lhe dizer que você me ensinou

Quase tudo que eu aprendi

Você me enlouqueceu, você me torturou

Mas de alguma forma eu sobrevivi

Você que me mantinha sempre bem trancada

Agora estou soltinha, "Alô rapaziada!"

Você vive dizendo que eu já me perdi

Mamãe acorda, eu já cresci!

Não, vai não!

Por favor!

Não e não!

Por favor!

Não é não!

Por favor! Mamãe acorda, eu já cresci!

(Mamãe eu, mamãe eu)

Antes de falar eu já cantava tudo

Você me proibiu, meu coração tá mudo

Não posso me calar, não posso mais mentir

Mamãe acorda, eu já cresci!

Ô ô ô Mamãe eu só queria que você dissesse

O que devo fazer quando a calcinha desce

Se eu lhe perguntar, você vai explodir

Mamãe acorda, eu já cresci!

Mamãe chegou a hora de enfrentar a vida

E você teima em não me ajudar

Mamãe seu passarinho quer sair do ninho

Faça-me o favor, pois eu só quero voar

Voar

(Mamãe eu, mamãe eu)

Um dia alguém honesto vai pedir minha mão

Eu vou lhe encher de netos, uma confusão

Mas antes vou brincar e vou me divertir

Mamãe acorda, eu já cresci!

Mamãe acorda, eu já cresci!

Mamãe acorda, eu já cresci!

E como eu já cresci!

Como eu já cresci!

Não, vai não!

Por favor!

Não e não!

Por favor!

Não é não!

Por favor! Mamãe acorda, eu já cresci!

EU ESCUTO SINOS


Eu escuto sinos

Ouço repicar

Louca de paixão, eu tremo de emoção

E só porque ele

Tocou-me, meu corpo estremeceu

Esbarrou-me, e algo se acendeu

Pois sorriu-me, eu quase desmaiei

Um só olhar e já me entreguei

Ele jogou-se, seu peito contra o meu

Esfregou-se, que sorte Deus me deu

Invadiu-me a certeza desse amor

Vou atrás dele se preciso for

Eu escuto sinos, atordoada

Eu escuto sinos, não vejo nada

Gordas como eu, não ficam com galã

Esperem pra ver o dia de amanhã, pois

Eu escuto sinos, badalando

Eu escuto sinos, estou sonhando

Mas estou feliz, pois tudo o que eu quis me aconteceu

Ouçam, eu escuto sinos

Talvez convite pra sair

Então será que posso resistir, mas não lutar

Ele avança o sinal, eu não sei se quero, mas é tão legal!

E então, ele pede a minha mão, pois é

Depois reservamos o salão, que bom

Na igreja eles tiram o chapéu

A gorda esquisita levou o troféu e

Eu escuto sinos, tão encantada

Eu escuto sinos, apaixonada

Sempre escutei "seu caso é perdido"

Não vou contar como ele é despido

Eu escuto sinos, mamãe tá chorando

Eu escuto sinos, papai entregando a filha no altar

Que ele já não esperava desencalhar

Ouçam, eu escuto sinos

Eu escuto sinos, som cristalino

Eu escuto sinos, é o meu destino

Nunca vai sofrer por me ver refletida

No espelho desses olhos eu sou tão bonita

Eu escuto sinos, estão celebrando

Eu escuto sinos, vão anunciando

Que no fim da vida, olhando lá do céu

Vamos nos lembrar do dia em que provamos mel

Ele vai me sussurrar logo antes da cortina cair enfim

Ouçam, Eu escuto sinos

Eu escuto sinos

Eu escuto sinos

MISS CARANGUEJÃO


Ai meu Deus, que mundo cão

A gorda é maluca, não tem condição

Saudade do tempo em que eu fui Miss Carangueijão

(...)

A tal Shirley Temple roubou meu sucesso

Mas não desisti, qualquer dia eu regresso

Com o cedro na mão, coroada Miss Carangueijão

Se as candidatas empinam os narizes

Eu fui mais esperta e dei pros juízes

As tolas achavam que tinham a vitória na mão

Há! Sem noção!

E eu subi ao palco, mostrei ao que vim

Cantando Aida e fazendo pudim

Com a saia na mão fui eleita Miss Carangueijão

Garotas, o veredicto

Ela é gorda demais!

Ela é um pavor!

Será uma pegadinha, me respondam, por favor

Não tinha roupa melhor?

Ah... Ela até que é legal, vai

(...)

A primeira impressão é a que fica no final

Sua figura é um bujão, sua resposta foi fatal

Você, meu bem, é um erro só

Inspira-me pena e eu morro de dó

E a culpa não é sua, é inadequação

Você simplesmente não é Miss Carangueijão

(...)

Mas você pode se ajoelhar pra Miss Carangueijão

BROTOS DO MOMENTO (REPRISE)


Se liga só um momento ao som de um instrumento

E o ritmo enlouquece o seu pensamento

Pra que dormir se pode cochilar na escola

Vão todos levar bomba, mas não dão nem bola

É um atrevimento, são os brotos do momento

São os nossos brotos

São os nossos brotos

Os melhores são eles, os brotos do

Do momento !

DOIS É MELHOR


O mundo é dos homens

Pois assim foi decidido

Mas sem ela ao lado

A nossa vida é sem sentido

Preciso que você entenda logo, por favor

Sou seu homem, pertenço a você

A metade que você não vê

Dois é bom, baby

Dois é melhor

Sou rei sem coroa

Sem ninguém atrás do trono

Eu vivo a toa, baby

Como um cão que não tem dono

Preciso que você escolha logo, por favor

Minha rainha, eu sou seu rei

Sua palavra pra mim é lei

Dois é bom, baby

Dois é melhor

(É melhor)

Eu quero o que mereço

Eu não abro mão de você

O seu beijo me enlouquece

E faz meu sangue ferver

O que é do homem não se come

Mas eu não quero esperar

Pois tenho sede, tenho fome

Do seu corpo abraçar

Sou como um Romeu

Que espera a Julieta

Se o amor é um jogo, baby

Ponho as fichas na roleta

Eu sonho com a hora de dizer

Coisas de amor

A verdade, meu bem, está aqui

Olho o céu e ele sorri

Eu sou a espuma, você é o mar

Vou levá-la comigo ao altar

Dois é bom, baby

Dois é melhor

Dois é bom, baby

Dois é melhor

Melhor

BEM VINDA AOS ANOS 60


Olha mamãe, veja, por favor

Tudo a nossa volta tem um novo sabor

Olha mamãe, que sensacional

Uma nova era chegou afinal

Então vem vem vem, vamos nessa

O seu sonho pode acontecer

Sei que o mundo andou bem depressa

Você precisa enxergar pra crer

Bem vinda aos anos 60

Oh oh oh oh oh

Vem, chegaram os anos 60

Oh oh oh oh oh

Vem mama, vem vem vem

São anos 60

Oh oh oh

Vem mamãe

Yeah yeah yeah

Yeah yeah yeah

Veja mamãe, que revolução

Vou comprar salsicha pra botar no pão

Olha mamãe basta se arriscar

Oh Tracy, já faz tempo que eu não sei dançar

Então vem vem vem com vontade

Diga alô para o brilho no olhar

O passado não deixa saudade

Mas é hora de você se reinventar

Bem vinda aos anos 60

Oh oh oh oh oh

Vem, chegaram os anos 60

Oh oh oh oh oh

Vem mama, vem vem vem

São anos 60

Oh oh oh

Vem mamãe

Yeah yeah yeah

Yeah yeah yeah

(…)

Chegaram os anos 60

Oh oh oh oh oh

Vem, chegaram os anos 60

Oh oh oh oh oh

Vem vem vem

Esse é o tempo de transformação

Se você tem um sonho, eu lhe dou a mão

Nova maquiagem pode resultar

Nossa estrela, afinal, começou a brilhar

Não deixe que ninguém estrague a diversão

Troque a cor do cabelo e a cor do capô

No futuro a espera vai acontecer

E com saltos bem altos você vai crescer

E você vai encontrar o estilo que convém

É tão curto, é tão bem

Vem pra cá, vem olhar

Sua mãe vai entrar

Yeah yeah yeah

Hey Tracy, hey filha, olha só

Eu to bem gostosa, sem tirar nem por

Hey Tracy, hey filha, somos nós

Não vivemos mais no tempo das avós

Então vem vem vem, vamos nessa

Diga alô para o brilho no olhar

Eu já sei, tudo passa depressa

É minha vez e agora eu vou passar

Dou boas vindas aos 60

Oh oh oh oh oh

Vem, chegaram os anos 60

Oh oh oh oh oh

Vem mama, vem vem vem

São anos 60

E abram alas pra ela já na passarela

Disse vem vem vem

Bem vinda aos anos 60

Oh oh oh oh oh

Vem, chegaram os anos 60

Oh oh oh oh oh

Vem mama, vem vem vem

São anos 60

Oh mama

Oh oh oh oh oh

Vem mama, vem vem vem

VOU TE CONTAR


Eu não sei porque ao olhar pra mim

Eles enxergam só a minha cor

E sem falar em quem quer ajudar

Mas só nos faz sentir bem pior

Não vou insistir, mas para que mentir

Se a voz do povo é sempre a voz de Deus

Se a casca é escura, indica doçura

O sumo é mais doce, não vou te enganar

Um bom chocolate é feito com arte

A pura verdade eu vou te contar

Vou te contar!

Eu vou te contar!

Vou te contar!

Eu não sei porque não aceitar 

O que ensinou o nosso salvador

Se você souber de onde eu vim

Sobrevivendo com esperança e amor

Posso mentir, mas qual é a razão

Baunilha tem seu charme

Mas não dá tesão

Maior é a doçura

Se a casca é escura

O sumo é mais doce, não vou te enganar

Um bom chocolate é feito com arte

A pura verdade eu vou te contar

Vou te contar!

Agora eu vou te contar!

Vou te contar!

Eu vou te contar!

Vou te contar!

Ei, eu conheço você!

(...)

Eu já estou cansada de ouvir dizer

Pra que tentar se você vai perder

Eu tenho ritmo novo, tenho a minha voz

Não vou desistir nem deixar pra depois

A minha gente não tem ilusões

Passamos a vida a contar tostões

Mas nosso orgulho não se pode comprar

A voz de um povo ninguém vai calar

Eu não sei porque não aceitar

Essa verdade que nos torna irmãos

Celebrar pra viver

E ter a música nos corações

Somos iguais falando de amor

Não sou eu quem diz 

Mas dizem dessa cor

A casca é escura

Indica doçura

O sumo é mais doce, não vou te enganar

Um bom chocolate é feito com arte

A pura verdade eu vou te contar

Vou te contar!

Agora eu vou te contar!

Vou te contar!

Eu vou te contar!

Vou te contar!

Eu vou te contar!

Eu vou contar!

GRANDE, LOIRA E LINDA


Já faz algum tempo que eu me convenci

Não brigo com a balança, eu me assumi

Meu cabelo preso eu sempre escondi

Quem disse que é ruim? É liso, eu colori

Um dia a minha vó, uma mulher feliz

Mostrou-me como é bom ser dona do nariz

E foi assim que eu aprendi, sou eu quem dá o tom

Eu descobri que o mundo quer ouvir meu som

Então não quero nem saber

Como se desejo, doa a quem doer

Uma porção extra não nos faz sofrer

Ao contrário, só nos faz crescer

Eu digo: amor é incondicional

Metade não interessa, eu quero o total

E não tenho medo de mostrar estilo

Quilo, aquilo, aquilo

Porque eu sou grande, loira e linda

E não estou afim dessa berlinda

Ninguém quer comer um prato frio e sem sal

Quando se pode ter um festival

Sirva-se a vontade, coma nosso pão

E prove essa receita, que é uma tentação

Mas não me peça nunca para emagrecer

Um homem bom jamais diz não se quer comer

Eu ponho um pouco mais de açúcar na colher

Com creme e caramelo, é o que você quer

Um bom pernil assado eu posso assegurar

Um bem maior vai lhe proporcionar

Porque eu sou grande,loira e bela

E Edna nós gostamos das panelas

Por que achar que o mundo vai nos rejeitar

(...)

Escuta Baltimore

Vamos em frente e nem tente nos botar pra trás

Ao seu lado se aguentar caminhar

E filha eu sou seu soldado se puder respirar

É demais! Com coragem vamos protestar

É bom bater na porta antes de arrombar

E amanhã o mundo todo irá saber

Segregação já não tem nada a ver

Seremos grandes, loiros e belos

E pode crer nós somos os modelos

Ouçam, os tambores clamam por liberdade

É hora de provar a igualdade

Nós somos brancas, somos magras e isso já se vê

Pois eu sou negra, sou gulosa e uso só GG

Não adianta resistir

Chegou a hora vamos invadir

E você pode acreditar

Sua TV hoje saiu do ar

NESSA IMUNDA PRISÃO


Preciso sair

Preciso sair

Preciso fugir

Estou presa aqui nessa imunda prisão

Presa aqui como a pior espécie

O pijama se é listrado jamais te favorece

Será que essa empregada me faz um favor?

Quando ela chegar, ela faz meu amor

A justiça nos pôs de lado

E na minha casa o ferro está ligado

Eu vi o Corny rindo, isso que é traição

A vida é dura aqui nessa imunda prisão

Prisão!

Jogada nesta cela

Prisão!

Sem chão!

Sem pão!

Sem ela!

Quero ter uma visita tipo conjugal

Na hora do banho eu resolvo seu mau

Hora do exercício garotas! 5...6...7...8...

Iuhu, a fome não vai embora

E eu não como nada já faz uma hora

Você comeu pizza, um bife e um rato

Se a fome apertar, ela come o sapato

Ei, guarda, eu tenho que reclamar

Vem cá, te conheço de um certo bar

Meu advogado tem a solução

Preciso sair dessa imunda prisão!

Prisão!

Sem dó!

Sem pão!

Sem mim!

Prisão!

Eu preciso prosseguir

O meu orgulho vai lamber o chão

Se eu não sair dessa suja prisão!

Penny, não posso mais esperar

O meu cabelo logo vai murchar

Oh Tracy, eu não posso te dar a mão

Você nos jogou nessa imunda prisão!

Ei, garota vamos com calma

Talvez um velho rico salve sua alma

O pai dela é apenas mais um bobalhão

Vamos resolver essa nossa questão

Prisão!

Sou jovem pra morrer!

Prisão!

Eu vou fugir!

Me escafeder!

Só nos resta um motim

Pois aqui na prisão

Nessa prisão

Se nessa prisão não tem lugar

Pra mim!

Pra mim!

Pra mim!

Pra mim!

BOM DIA BALTIMORE (REPRISE)


Oh oh oh estou tão só

Meu coração está partido

E hoje eu aprendi que a esperança

Não paga fiança

Mamãe tá em choque, papai a reboque

Não há solução para o meu destino

Oh Link, vem me buscar

Ou cometo algum desatino

Eu escuto sinos

Espera Baltimore

Qualquer dia será melhor

E assim que eu me alimentar

Eu prometo que vou lutar

Eu juro Baltimore

Quando amor se ouvir, enfim

O mundo inteiro irá saber

Que ele gosta de mim

VOCÊ É ETERNO PRA MIM


Mudam os valores e vêm os calores

Você é terna pra mim

Encurtam as saias, já não temos praia

Você é eterna pra mim

Você é como um bom vinho

Que o tempo só faz melhorar

Se já não é um brotinho

Panela velha sabe cozinhar

Dizem que a vida piora com a idade

Você é a prova que não

Pois quando eu preciso recebo um sorriso

Você está sempre à mão

E o que seria do pobre amarelo

Se gostassem só do carmin

Você é um velho pé de chinelo perfeita pra mim

Estamos caindo, Fidel invadindo

Você é eterno pra mim

Meu cabelo armado é um arame farpado

Você quer se espetar em mim

Você é um queijo francês

Que o fungo só torna melhor

Se o aroma espanta o freguês

Não tem problema, eu quero roquefort

Não faço dieta, você ta careca

Cabelos por todo lençol

Você de peruca e eu to maluca

Usando um baby doll

Sem classe ou verniz

Nós dois mexendo os quadris

Todos nós vamos ter um fim

Mas lá até você, não tem jeito

É perfeito pra mim

(...)

Você é um carro enguiçado

Que há tempos fundiu o motor

Você é um peso pesado

Que eu aprendi chamar de meu amor

Há muita intriga

A gente nem liga

A vida ao seu lado é melhor

Há duros defeitos, conheço os trejeitos

Você eu sei de cor

E tem nossa filha, o bom da família

Arrebentando a boca do balão

Você me aperta certo, esperto

Ai meu garotão

Você é meu bijour

Mon amour, jê t’aime xuxu

Eu fui seu violão

Fez muito blim blóm

Você é eterno pra mim

Eterno pra mim

Eterna pra mim

Eterno pra mim

SEM AMOR


Eu sempre fui um cara que pensava só em si

Pra que olhar pra dentro se o mundo inteiro me sorri

Você foi quem me transformou no homem que eu sou

Tracy eu te amo e foi isso que pesou

Sem amor

Vivo num cinema sem magia

Sem amor

Sou um rock and roll sem bateria

Eu sou seu pra sempre, Tracy

Já não posso mais seguir

Sem amor

Tracy não me deixe ir

É de verdade

Não me deixe ir, Tracy

Não não não

Eu era invisível antes de a fama chegar

Continuei sozinha com milhões de fãs pra discordar

A fama é traiçoeira, nunca da o que se quer

Você me trouxe a luz e eu quero ser sua mulher

Sem amor

Eu sou o meu pai sem aspirina

Sem amor

A vida está parada lá na esquina

Quero ter você pra sempre

Já não posso mais seguir

Sem amor

Então jamais me deixe ir

Agora e sempre

Não me deixe ir

Não não não

(...)

Vivendo pelo gueto preto é tudo que se vê

Como é que eu escolhi uma branquela assim como você?

No alto dessa torre nada é doce nem tem sal

Provei seu chocolate e não mudo nem a pau!

Sem amor

Sou uma canção sem harmonia

Sem amor

Não sou rouxinol nem cotovia

Quero ter você pra sempre

Já não posso mais seguir

Sem amor

Então jamais me deixe ir

Agora e sempre

Não me deixe ir

Não não não

Com você encarcerada eu não sei o que fazer

Tenho que fugir daqui pra ficar bem perto de você

Vem me dar um beijo ou eu vou enlouquecer

Um bom café com leite é o que vai me aquecer

Eu vou te libertar

(...)

Sem amor

Vou à formatura sem convite

Sem amor

Tenho a grande chance, laringite

Sem amor

Pego a estrada sem o meu possante

Sem amor

Sou mamãe comendo com adoçante

Sem domingo ou feriado

Sem você aqui ao lado

Como sexo sem libido

Um sinal de proibido

Quero ser feliz pra frente

Já não posso mais seguir

Sem amor

Amor agora sim

Sem amor

Com você até o fim

Sem amor

Oh Seawed não me deixe ir

Não não não

É de verdade

Não me deixe ir

Não não não

Eu não quero ficar sem amor

Não não

Não não

Coração daqui pra frente

Não me deixe sem amor

EU SEI DE ONDE EU VIM


Há uma luz na escuridão

E ela brilha a noite para mim

É o luar num olhar

Contando histórias

Pois eu sei de onde eu vim

Há um grito a distância

E a mão que acende o estopim

A razão e o perdão

Não fazem perguntas

Pois eu sei de onde eu vim

Essa estrada já trilhamos

Foram tantos que nem sei

E apenas desejamos

Que a palavra, a palavra seja lei

Há um sonho no futuro

E uma luta que não vai ter fim

E o amor nos da forças

Pois eu sei aonde eu vou

E de onde eu vim

A jornada

É tão longa

A promessa vai se cumprir

E não há

Muita escolha

Na verdade há um só caminho a seguir

A esperança futura

E uma luta que não vai ter fim

E um orgulho acalenta o eterno desejo

De mudar o que foi um sonho ruim

Deus sabe que eu sei de onde eu vim

Ele sabe

Agradeço ao Senhor

Por saber de onde eu vim

É O LAQUÊ


O que me da?

Não sei o que

Não é charme, nem pose

É o laquê

O que quer um homem

Plantar em você

Não são seios ou curvas

É o laquê

Se você sair sem qualquer proteção

Seu cabelo vai desmoronar

Mas com o laquê bem à mão

No olho de um furacão

Você vai brilhar, sem se despentear

Por que se arriscar ao sair pra dançar

Se eu fosse você, punha laquê

E mande um recado

Pra quem está ao lado

Laquê só faz embelezar

Portanto seja loira, ruiva ou morena

O seu penteado vai brilhar em cena

Se você usar esse nosso laquê

No seu cabelo

Melhor do que esse colosso

Só eu

O que me da um ar sublime

Pegada firme!

Portanto seja loira, ruiva ou morena

O seu penteado vai brilhar em cena

Se você usar esse nosso laquê

Melhor do que esse colosso

Só eu

XEXELENTA


Elas vieram de algum lugar

No rosto dela começaram a brotar

(Espinha)

Assim eu nunca vi

(Gordinha)

Ah não me façam rir

Bruxa feia, que baleia, tem bronquite, celulite

Na escola ela é chamada tribufu

(Xexelenta)

E na cabeça ela ostenta um tatu

(Piolhenta)

Quando anda é um macaco

(Fedorenta)

E tem pelos no sovaco

Gorda, poia, jaburu

É um horror, é um fudum

Ele é um animal e tudo é artificial

Numa jaula se criou e a mãe é uma baleia que encalhou

NÃO VAMOS PARAR - PARTE 1


Não se impede uma avalanche de descer pela montanha

Não se joga sem perder, mas um dia você ganha

E você pode até tentar deter, mas não vai conseguir

Pois o mundo avança sem parar

E meu coração só quer gritar

Que encontrou enfim a razão para bater

Não vamos parar!

Desde o princípio que a mulher entendeu

Que se mexesse com jeitinho, o homem seria seu

Por isso eu mexo, remelexo, é o que me faz vibrar

Não vamos parar!

Antes do outono sempre vem o verão

O tempo voa e não perdoa a cada nova estação

Quem tentar me segurar, eu juro vai se arrepender

Não vamos parar!

(...)

Não se impede a correnteza de um rio rumo ao mar

Você pode até não concordar, mas não pode me impedir!

E nada me separa de você, isso eu posso garantir!

Pois o mundo avança sem parar

(Sem parar)

E o meu coração só quer gritar

(Quer gritar)

Que encontrou enfim razão para bater

Não vamos parar!

Desde o princípio que a história é assim

Uma mulher, uma maçã e um homem que está afim

Por isso eu mexo, remelexo, é o que me faz vibrar

Não vamos parar!

Pois como o vento, sopro na direção

E o amor que vive e mora com o meu coração

Ninguém pode me dizer o que devo fazer

Não vamos parar!

(...)

Desde o princípio que a mulher entendeu

Que se mexesse com jeitinho, o homem seria seu

Por isso eu mexo, remelexo, é o que me faz vibrar

Não vamos parar!

Antes do outono sempre vem o verão

O tempo voa e não perdoa a cada nova estação

Quem tentar me segurar, eu juro vai se arrepender

Não vamos parar!

Não vamos parar!

Não vamos parar!

NÃO VAMOS PARAR - PARTE 2


Ninguém pode me impedir de chegar ao apogeu

Você pode até não concordar, veja o que me aconteceu

Mas se você não gosta do que vê, o problema não é meu

Pois o mundo avança sem parar

E meu coração só quer gritar

Que encontrou enfim a razão para bater

Não vamos parar!

Desde o princípio que a mulher entendeu

Que se mexesse com jeitinho, o homem seria seu

Por isso eu mexo, remelexo, é o que me faz vibrar

Não vamos parar!

Antes do outono sempre vem o verão

O tempo voa e não perdoa a cada nova estação

E quem tentar me segurar, eu juro vai se arrepender

Não vamos parar!

(...)

Não se impede o trem de chegar enfim ao seu destino

Mas o que passou, passou

E o futuro é um menino!

E o amanhã eu juro vai nascer com as cores do divino

Pois o mundo avança sem parar

E meu coração só quer gritar

Que encontrou enfim razão para bater

Não vamos parar!

Desde o princípio que a mulher entendeu

Que se mexesse com jeitinho, o homem seria seu

Por isso eu mexo, remelexo, é o que me faz vibrar

Não vamos parar!

Antes do outono sempre vem o verão

O tempo voa e não perdoa a cada nova estação

E quem tentar me segurar, eu juro vai se arrepender

Não vamos parar!

Anda perua, põe o bloco na rua

Não dá!

Tem que dar!

Mas não dá!

Tem que dar

Tem que daaar...

Não vamos parar!

Desde o princípio que a história é assim

Uma mulher, uma maçã e um homem que está afim

Por isso eu mexo, remelexo é o que me faz vibrar

Não vamos parar!

Antes do outono sempre vem o verão

O tempo voa e não perdoa a cada nova estação

E quem tentar me segurar eu juro vai se arrepender

Não vamos parar!

Não vamos parar!

Não vamos parar!