MUNDO GRANDE E FELIZ


Filho meu que cresce tão depressa

Cresce mais e não vai parar

A hora vem ai

A hora de partir

Sete anos

Sete anos

Já ta bom pra se virar

Mamãe fez sanduíche pra você

Papai pôs cobertor, pois vai nevar

Orgulho dos seus pais

Jamais olhar pra trás

Sempre em frente

Sempre em frente

Você vai, vai se encontrar

É um mundo grande e feliz

Com céu azul sobre nós

A vida é legal e faz bilu-bilu

Mas não pra tu

É um mundo grande e feliz

E tudo é diversão, tudo é cor

Amigos pra brincar

Festa pra chuchu

Mas não pra tu

Filhinho meu

Meu bem a gente é feio

E o povo então

Não quer olhar pra nós

E toma palavrão

E toma tropeção

Vem pra nos caçar

E calam nossa voz

Sendo assim você precisa achar seu canto

Algum lugar difícil de encontrar

Porém se alguém chegar

Você tem que assustar bem

Bota medo

Bota medo

Só assim pra não dançar

Adeus!

Cuidado com os homens maus

(...)

Não tenha medo, Fiona

Toda princesa que se preze fica trancafiada numa torre por um tempinho

Mamãe botou boneca pra você

Chiclete e muitos livros pra brincar

Ah não fique assim, não é tão ruim

Qualquer dia

Qualquer dia

Seu príncipe vai chegar

(...)

Eu não quero um mundo feliz

Já sou feliz aqui, como eu sou

Com tudo que é meu

Portanto vejam bem

Eu não quero um mundo feliz

Na festa mando eu e só eu

Faço o que eu quiser

Eu convido e vou também

Pegue o mundo azul de vocês

Com ursinhos e unicórnios

E enfiem num lugar

Bem fundo e bem quentinho, sim

Eu prefiro a vida assim

Não é tão complicado

Eu nasci pra ser sozinho

E pra sempre detestado

Todo livro fala em mim

Como um degenerado

Mas tudo bem

Pois tanto faz

Caguei pra ser amado

Caguei pro mundo belo e feliz

Eu tenho o meu, meu mundinho só meu

Que não é belo e nem é feliz

Mas é meu!

É todo meu!

Ele é meu!

Ele é meu!

UMA VIDA UÓ


Ai, a vida é um saco

Eu to sempre mal

Tenho esse nariz

Que me trai e diz

Que eu sou Pinóquio

Não da pra mentir

É uma vida feia

Bobo aqui na luz

E dentro da baleia

É uma vida uó, é sim!

É uma vida uó

(...)

Dói, a vida é dura

Expulso, sem lugar

Quebraram meu poder

Botaram pra correr

Sopraram nosso lar

Ai, a caça às bruxas

Mama ta no chão

Mama se ferrou

Que merda de chapéu

To gordo pra dedéu

Rasgaram o traje de vovó

E o povo só faz me dar coió

É uma vida uó

Todo mundo chuta

Ninguém ta nem ai

E ninguém te escuta

É uma vida de cão

É uma vida de cão

Eu que sonhava com finais felizes

Não vai rolar

Tudo ilusão

Eu que sonhava em ser feliz pra sempre

Será que sou?

Sou não, sou não, sou não!

É uma vida uó

Sempre pelas bordas

Sempre a escuridão

Sempre atrás das cordas

Sempre sem ninguém

Sempre alguém diz não

Sempre alguma voz pra xingar de aberração

Essa vida é uó, yes sir

Essa vida é uó, oh yeah

Essa vida é uó!

DEIXA EU FICAR


Hey, hey, hey

Não vai deixar um irmão aqui

Você não sabe como é ser considerado anormal

Ta bom, sabe sim

Por isso é bom se a gente fica junto

Não fala nada não

Escuta só, ouve o que eu digo

Eu posso ser bem mais que um amigo

Não seja assim, não me rejeita

Eu to aqui, então aproveita

Deixa eu ficar, deixa eu ficar

Deixa eu ficar, deixa eu ficar

Contigo

Eu e tu, a gente combina

Manteiga com pão

Janela e portão

E lé com cré

Unha e pé

E com chulé que sai do meião

Eu to contigo, colado em você

Igual um gordinho afogado em pavê

Baiano e preguiça

Cachorro e lingüiça

A gente é assim, entendeu

Que nem um velcro do bom

Eu sou a parte fofa

Você é a que espeta, Shrek

Desculpa, é verdade cara

Mas é gol, grita!

Que dupla mais...

A gente é quase...

Xuxa e paquita!

Deixa eu ficar, deixa eu ficar

Deixa eu ficar, deixa eu ficar

Deixa eu ficar contigo

Contigo, contigo, contigo, contigo

Contigo, contigo, contigo, contigo

Contigo, contigo, contigo, contigo

Deixa eu ficar!

Deixa eu ficar!

E AÍ, DULOC?


Aqui em Duloc é tão bom viver

Nossas regras já vamos te dizer

No jardim não mijar

Todos cumprimentar

Tudo aqui é perfeição

Na cabeça xampu

Lave bem o seu... pé!

Em Duloc, em Duloc

Tudo aqui é perfeição

(...)

Muito tempo atrás

A coisa era feia

Eram tantos monstros

Mandei lá pra cadeia

Eu disse nananinanão

Um defeito só

E eu já não aceito

Eu não quebro a regra

Só passa o que é perfeito

E então... E então

Tudo é tão perfeito em Duloc

(É bom demais)

Pois eu passei o pito em Duloc

(Não tem mais mais)

Criei o meu modelo

Duloc agora é o selo

Tudo é mais que o dobro em Duloc

(É mais e mais)

Em Duloc

Mulheres são fatais

Os homens faceiros

Pois no meu governo

A moda vem primeiro

Ei nananinanão

O meu castelo é bem

Mais alto que as torrinhas

Cartão postal com fotos

A venda em mil lojinhas

E então... E então

E então... E então

Então

Não há mais mendigos em Duloc

(Mandou matar)

São lindos os umbigos de Duloc

(É pra mostrar)

Não há poeira e mofo

Eo povo diz: Que fofo!

Tudo é bom demais

Só em Duloc

E é por minha causa

Que Duloc continua sempre assim

Só desenvolvendo

Crescendo, crescendo

E ele cresce, e cresce, e cresce

E já cresceu

É preciso acertar

A gente é assim

Perfeito e feliz

Um passo que errar

Ta frito de vez

Eu não deixo passar

Foi ele quem deu as aulas de jazz

Flamenco e ballet, só passa com 10

Por ser tão rigoroso

Cresci e fiquei gostoso

Tudo aqui é mais

Tudo é mais que mais

Tudo é bom demais

Só em Duloc

Só em Duloc

Mais, mais, mais, mais, mais!

É HOJE, EU SEI


Rapunzel ta lá na torre

Ai meu Deus, igual a mim

Quer um corte de cabelo

Mas a bruxa não diz sim

Então ela só canta

Igual um certo alguém

O tempo passa e ela ali...

O tempo passa? Oh Oh

Que vida torturante

Não me lembro dessa parte

Só pensa em se matar

Vou pular, vou pular

Mas Rapunzel no fim

Tem sorte de encontrar

Um príncipe espertinho

Que vem pra resgatar

Eu já sei que ele vem

Pois toda historia tem um truque

Eu sei que vai chegar a minha vez

Quantos dias? 23

É hoje eu sei!

É hoje eu sei!

(...)

A princesa ta em coma

Ela lá e eu aqui

Num caixão que é de vidro

Como ela faz xixi?

Bla bla bla maçã, veneno

Que madrasta chata e má

Historinha mais sem graça

Sete anões, enxada e pá

Vou pular, vou pular

Mas no final da historia

Ela despertou

E o príncipe beijando

A desenfeitiçou

Eu já sei que ele vem

Casamento, maravilha

Com data e com festa por um mês

No dia 923

É hoje eu sei!

É hoje ele vem!

(...)

A princesa, qualquer uma

Todas são iguais a mim

Mais ou menos, eu to nessa

E elas lá no seu jardim

Bem casadas para sempre

E eu ainda infeliz

Muita historia, pouca ação

Ops, o que que eu fiz?

Corta ao meio, corta as partes

Corta o bla bla bla

Sai vilão e carruagem

Que é pra historia não parar

Corta o monstro, corta a praga

Corta a estrofe, corta a saga

Vem depressa, depressa

Depressa, depressa

Depressa!

Mas eu sei que ele vem

Mesmo eu sendo assim doidona

Maluca, estranha e bipolar

Mas ele vai me aceitar

E entender

Que no fim da maratona

O prêmio sou eu, é só pegar

No dia...

Cê ta ai Deus? Sou eu Fiona!

Sou eu Fiona!

Eu já sei que ele vem

Pois toda historia tem um truque

Pra fazer acontecer o que é melhor

Ele vem, vem me ver

É lindo, fez um book

Eu sei que vai chegar a minha vez

No dia 23

No dia 900 e...

No dia 8423

É hoje eu sei!

É hoje eu sei!

É hoje eu sei!

É hoje eu sei!

Eu sei que ele vem

CANÇÃO DA VIAGEM


Vai cantando a canção

Que faz a viagem bem melhor

Faz a estrada bem menor

Comigo então ta bom demais!

Adoro viajar!

Canta mais, manda ver

Esquece o mapa e o GPS

Porque comigo sobre e desce assim

E pra mim tudo bom, tudo bem

Com você vou a pé, vou de trem

Quando eu canto

Eu encanto você

(...)

Ai Deus, ai Deus!

O que foi que eu fiz?

Ele fala igual matraca

Ele é chato e é feliz

Ai Deus, ai Deus!

O que é que eu fiz pra merecer?

Manda um sinal pra eu entender

O que foi que eu fiz?

Qual o crime? Diz pra mim!

O cara é um asno, um pé no saco

É sim!

(...)

Canta mais, canta e vem. É cantar e se jogar

(Ai Deus, ai Deus!

O que é que eu fiz pra merecer?)

E, de repente, já chegou no fim

(Manda um sinal pra eu entender)

E pra mim tudo bom, tudo bem

(O que foi que eu fiz?)

Com você vou a pé, vou de trem

(Qual o crime? Diz pra mim!)

O cantando

(O cara é um asno)

E encantando

(Um pé no saco)

Você

(Mas sobrou pra mim)

(...)

Cruzamos nossa ponte juntos

Que metáfora, que emoção

Quando canto, eu encanto, eu espanto

(Ai Deus, ai Deus)

To bem...

PRA SEMPRE


Mais uma vez chegou alguém

Pra me acordar com nhenhenhém

Quero dormir e um chato vem

Vem me acordar

A persiana eu já baixei

Porta e portão já tranquei

Mas você não sabe a lei

E vem me acordar

E acordar e acordar

Pois vai ficar, e vai ficar

Cê vai ficar

Pra sempre

Pra sempre

Mais um herói, mais um burrão

Pra mim é igual, só tem babão

Sempre atrás de algum peixão

Então vai ficar

Sereia chama do alto mar

A fruta é doce pra chupar

Mas ninguém vai alcançar

E vão me acordar

E acordar e acordar

Pois vai ficar, e vai ficar

Cê vai ficar

Pra sempre

Pra sempre

Eu não nasci pra ser a babá da bonitinha

Ninguém ta ai pra mim

Ninguém quer tirar casquinha

Não sou linda, nem princesa

Quem me olha nunca, nunca

Nunca leva

Ela pirou

(Vem, vem pra mim)

Cê vai dançar

(Dessa vez pra mim)

Vai se ferrar

Foi acordar, acordar, acordar, acordar

Acordar, acordar, acordar, acordar

(...)

Eu gosto até demais

De um mulherão grandão

Rapaz só corre atrás

De um mulherão grandão

E quanto a tu, tu ta blefando

Fazendo a má, rosnando e bufão

Se quer um amor, chega de ira

Dá um sorrisão

E o cara pira

Vai, vai correndo atrás

De um mulherão grandão

(...)

Não sou linda, nem princesa

Mas eu tenho certeza

Quem me olha nunca, nunca

Nunca leva

Pois vai ficar, e vai ficar, cê vai ficar

Pra sempre

Eu vou te amar aqui pra sempre

Eu e você aqui pra sempre mais

Pra sempre mais

VEJO O SONHO ACONTECER


Vejo o sonho acontecer

Igualzinho eu vi você

Um herói a me salvar

Foi tão bom poder sonhar

Essa cena eu já previ

Você bem lá e eu aqui

Quando então sorri pra mim

E ajoelha bem aqui

(...)

Cavalheiro devagar

Pra donzela não quebrar

E ao pisar enfim no chão

No cadáver do dragão

(...)

Relaxar e respirar

Reza pra ele não fritar

Não importa o quanto dói

Essa é a vida do herói

Tralalalalá

Passou, passou

Tralalalalá

Sou livre, eu sou

No final a princesa tem alguém

Por sob o capacete, que bronze que ele tem

Meu lindo, meu forte, meu super campeão

Que tem seu próprio burro

Ele é diferentão!

(...)

Pera aí rapaz, ta no livro, que mais

Lutam só por mim

Tem que ser assim

Eles lutam só por mim

Isso tem que ser assim

(...)

Do jeitinho que eu sonhei

Não exatamente, eu sei

E aqui no coração

Que grande sensação

O dia que eu previ

Você chegando enfim

O sonho enfim real

Você chegou, chegou

E chegou pra mim!

UM OUTRO EU


Talvez eu fosse um dia

Herói com capa e espada

Armadura armada

Brilhando os meus metais

Talvez, quem sabe, um viking

Daqueles que há nos livros

Matando sem motivos

Imensos animais

E navegar e descobrir

Um mundo mais distante

Vencer o mar e consultar o céu

Um cavaleiro errante

Um outro eu

Um outro eu

Poeta eu seria

Poeta de outra historia

Onde toda glória

Consiste em não mentir

E para os céus diria

Pros astros espalharem

Na lua desenharem

E o mundo descobrir

O que eu pensei, o que eu senti

Meu verso, meu encanto

Buscar em mim, meu coração

Dizer com poesia e espanto

Que dói viver

Que dói viver

Por trás do ogro quem

De trás do monstro vem

Por sob a fera tem

Tanta sombra e solidão

Então ai se eu pudesse

E se um herói eu fosse

Quanta historia doce teria pra contar

Então ai se eu pudesse

Na torre eu subisse

Donzela que eu salvasse

Nos braços carregar

E os guardas vem pra me atacar

Destruirei com calma

Nos braços meus, quando ela vem

Está feliz e salva

Pois somos nós e só nós dois

Estrelas no caminho

Um beijo só e o meu final feliz

O herói não mais sozinho

No fim não mais sozinho

Vencendo no fim

Um mundo lindo e feliz

Mas não pra mim

Um ogro sempre está

Na sombra a esconder

Por sob a fera tem

Tanta sombra e solidão

Solidão

Então ai se eu pudesse

E se um herói eu fosse

Quanta historia doce teria pra contar

Então ai se eu pudesse

Na torre eu subisse

Donzela que eu salvasse

Nos braços carregar

Final feliz existe

E assim há de ser!

DE MANHÃ TÔ PRONTA


Bom dia céu

Bom dia azul

Que dia lindo vem

Que sol grandão

Meu olho dói

Mas deixa, tudo bem

É de manhã

É tempo bom

Há muito o que curtir

Tomei café

6 copos já

To quase pra explodir

Eu sempre de manhã to pronta

De dia eu sou mais eu

(...)

Bom dia amor, você sabia

Que hoje eu vou casar?!

Não sei quem é

Que noivo é

Mas eu torço

Vai rolar

Grinalda e véu eu vou usar

Num baile sem igual

Meu noivo então

Que é um gostosão

Me abraça no final

Eu sempre de manhã to pronta

De dia eu sou...

Mais eu

(...)

Um novo eu e vida nova

Nova sensação

De noite eu sou monstra

Mas de dia

De dia

De dia

Eu estou bem

De dia eu estou bem!

SOFRI MAIS QUE VOCÊ


Lá na torre eu só tinha

Só meu tédio, coisa minha

Dava voltas sempre em torno

E na volta...

Todo dia o mesmo pão

O mesmo gosto e a sensação

Todo dia a mesma historia

Pra mim nenhuma gloria

Da janela a mesma vista

Mundo feio lá na pista

E eu no quarto

De onde eu nunca parto

20 anos e eu sentada

Eu sempre dedicada

Nas paredes fui riscando

Cada dia fui somando

Eu sofri mais que você

Sofri mais que você

Yeah, yeah, yeaah

Sofri mais que você

Sofri mais que você

(...)

Tudo bem, que historia triste

Ó princesa, tu sofreste

Reconheço teu malogro

Mas eu tive o dobro

Multidões me perseguindo

Com as tochas me queimando

Acha pouco?

Eu quase fui pro fogo!

E eu fugi igual ao um rato

Montanha, morro ou mato

Quem é ogro sabe o gosto

E no caso, é só desgosto

Eu sofri mais que você

Sofri mais que você

Yeah, yeah, yeah, yeah

Sofri mais que você

Sofri mais que você

(...)

Todo dia o mesmo pão

O mesmo gosto e a sensação

(Ninguém chegou)

Todo dia a mesma historia

Pra mim nenhuma gloria

(Nenhum alô)

Da janela a mesma vista

(Nenhum sinal)

Mundo feio lá na pista

E eu no quarto

De onde eu nunca parto

(Sem Páscoa e Natal)

20 anos e eu sentada

Eu sempre dedicada

Nas paredes fui riscando

(Ninguém chegou, papai mamãe me deram tchau)

Cada dia fui somando

(Tchau filinho e nunca mais, tchau)

20 anos!

Papai, mamãe me deram tchau

Eu

Eu

Sofri mais que você

Sofri mais que você

Yeah, yeah, yeah, yeah

Sofri mais que você

Sofri mais que você

Yeah, yeah, yeah, yeah

Sofri mais que você

Sofri mais que você

Yeah, yeah, yeah, yeah

BALADA DO FARQUAAD


Meu pai caçava pedras

Diamantes e rubis

Nunca estava em casa

A vida assim o quis

Homem tão calado

Dizia nem hello

Dizia apenas ‘hi ho’

Pra casa agora eu vou

Era o zangado!

Mamãe era princesa

Sem reino ou ambição

Só papai contava

Amava seu anão

Não conheci mamãe, não

Mas eu sei que ela era a tal

Que por amor foi longe

Casou com um anormal

Na caminha dele

Mamãe cabia mal

Ele então fez outra

Maior e fatal

Cama tão alta

Tanto colchão

Mamãe cai de cima

E explode no chão

Zangado viúvo

Eu e o velho pai

Que historia sem paixão

Eu lembro ainda dele

Com seu velho cuecão

Me largou no mundo

Só me abandonou

Hoje tem sua turma

Seis colegas encontrou

(...)

A minha noiva é linda

E o seu olhar conquista

Na festa que daremos

Anão não ta na lista

E vai ter orquestra

Vão tocar canções

Cujas letras vão dizer

Que não se aceita anões

(...)

Carruagens (Carruagens)

10 cavalos (10 cavalos)

Delirantes (Delirantes)

Garanhões (Garanhões)

Tem balada (Tem balada)

Gente linda (Gente linda)

E um DJ de sunga e peitões

Farei meu casamento

E rainha eu terei

E depois da festa

Eu te guilhotinarei

Eu te pego papai

Sim, eu vou me vingar

Pois eu cresci, você ficou

Papai eu juro

Eu te esconjuro

Pra casa eu vou

Hi Ho!

VAI NESSA PRA PEGAR


Eu sinto alguma coisa no ar

Eu sou burro, mas eu posso enxergar

Tem algo a mais, to sentindo um climão

E tem suor molhando a mão

Ela joga o cabelão sem querer

E os feromônios já vão chover

O casal ta atolado em paixão

Só precisam do meu empurrão

(Ai, vocês não acreditam que o amor o cego?

Direto da minha imaginação... Ratas cegas!)

Eu não vi

Eu não vi

Mas posso enxergar

Você precisa acender

A chapa tem que esquentar

Se a gente não tentar, a coisa não sai

Pega na mão

Tasca um beijo talvez

Pois ela ta querendo, então vai

Vai nessa (nessa)

Nessa (nessa)

Nessa (nessa, yeah)

Vai nessa pra pegar

(Vai nessa pra pegar)

Vai nessa pra pegar

(Vai nessa pra pegar)

Vai nessa pra pegar

(Vai nessa pra pegar)

Yeeeah

(...)

Vai nessa pra pegar

Não deixa a fera escapar

Vai nessa

Abre o peito e deixa que vem

A cena ta perfeita, rapaz

Pôr do sol tem

Tem a gata também

Então vai nessa (nessa)

Nessa (nessa)

Come on, come on, come on, come on baby

Vai nessa pra pegar, come on

(Vai nessa pra pegar, baby)

Vai nessa pra pegar, come on

(Vai nessa pra pegar, baby)

Yeah, yeah, yeaaaah

NÃO SEI COMO FALAR


Eu não sei como falar

Eu não sei qual a palavra escolher

Eu não sei nem começar

Minha princesa

Olha a lua, ta logo ali!

E me faz lembrar você

Grandona e tão feliz

E grandona não é gorda, ta?!

Isso eu sei que você não é

Mas eu digo grande e linda

Do cabeção ao pé

Olha princesa, me desculpa

Quem é o gordo aqui sou eu, eu sei

Eu sempre fui guloso e eu me lembro de...

Onde é que eu vou parar com isso?

Eu não sei, mas se ela souber

Vai abrir os olhos pra mim

Me ver como nunca viram

Eu não sei, mas ela sim

Mas ela sim!

BOTA PRA QUEBRAR


A gente sempre sonha

Em ser o que não é

A gente quer não ser

E ninguém quer ser quem é

(...)

Agora chega disso!

Agora vamos lá!

Digo, sou diferente

E lá vou eu

Eu sou assim

Eu sou... Assim

Deixa entrar o sol

Deixa o sol entrar

Bota pra quebrar

Bota pra quebrar

A bandeira vai

Tremulando

Vai, ela vai... Vai!

Que droga é ser boneco

(Bonequinho ai ai)

É tanta amarração

(Ta preso)

Mas você nasceu assim

Não foi escolha não!

Deixa entrar o sol

Deixa o sol entrar

Bota pra quebrar

Bota pra quebrar

A bandeira vai

Tremulando

Vai!

Sou porco e tenho orgulho

(Porcalhão, porcalhão)

Eu sou peludo sim

(E ursão e ursão)

E eu vou dizer pro mundo

Que eu sou isso tudo sim

(Isso tudo sim)

Passei pela prisão

(Yeah, yeah)

Sou feio e lindo assim

(Oh Oh)

Eu vou sair do armário

(A idéia é essa sim)

Deixa entrar o sol

Deixa o sol entrar

Bota pra quebrar

Bota pra quebrar

A bandeira vai

(...)

Bota pra quebrar

A bandeira vai

Somos muitos

Temos força

Quem será melhor que nós?

Tudo que há em nós tem brilho

A magia está em nós

Nós somos fortes

(Nós somos fortes)

Nós somos fortes

Somos nós!

Deixa entrar o sol

Deixa o sol entrar

Bota pra quebrar

Bota pra quebrar

A bandeira vai

Yeaaah

Tremulando

Vai... Vai

Vai! Vai! Vai!

Eu sou de madeira

Não to de bobeira

E você vai ter que me engolir

Vai!

É NOSSA HISTÓRIA


Eu sempre acreditei

Nos livros que eu li

Mas é outra minha historia

Sim, pois você me quer

Assim como eu sou

E não há maior vitória

Eu sou fada

Eu sou bruxa

Sou princesa e gorducha

Tenho dito e contradito tudo em mim

Eu sou graça

Sou perigo

Mas agora eu não ligo

É minha historia

E eu faço você rir

Mesmo eu sendo assim

Grosso e porco

E tão sem modos

Nós esse estranho par

Um casal chinfrim

Com amor e os gases todos

Somos ogros, orelhudos

Somos burros e peludos

Temos tanta historia nova pra contar

Bota a boca no trombone

Vai pro livro

Megafone

Em nossa historia

(...)

A diferença

A diferença

A diferença

A diferença

A nossa força pra viver

Somos bruxas, somos fadas

Esquisitos e eu sou lesado

E gigantes, pequeninos somos nós

E bonecos, e fedelhos

Amorecos e pentelhos

E fedidos, mas felizes pra chuchu

Diferentes, mas unidos

Somos nós e somos um

É nossa historia

É nossa historia

A nossa historia

AGORA ACREDITO


Eu achava que o amor era ilusão

Bom pra todo mundo, menos eu

Só pra mim não tinha

Não sobrou pra mim

Essa flor não da no meu jardim

Mas ela apareceu

E agora acredito

Logo eu

Eu creio no amor

É o amor

Eu acredito e é bonito acreditar

Eu que só pensava em dar e receber

Quanto mais eu dava, menos eu ganhei

Quanto mais tentei, muito mais sofri

Tudo que eu sonhei eu não vivi

Mas ela apareceu

E agora acredito

Logo eu

Eu creio no amor

É o amor, é o amor, é o amor

E agora acredito

No amor, no amor, no amor

Amor, amor, amor, amor

E agora acredito!