TUDO VAI PASSAR


Nada é pra sempre

Nem nunca será

Tudo vai passar

Nem um tostão

Que se possa gabar

Tudo vai passar

Sonhos perdidos

Quebrados no chão, sei

Mas nada que altere o meu fim

Tire-os de mim

Terá mesmo assim

A noite, o dia, o não e o sim

Amigos te deixam

E te tratam mal

Tudo vai passar

E sobram os cacos

De um só coração

Um sempre ganha pro outro perder

Te jogam no lixo

E cospem em você

Mas se esperar

Tudo vai passar

Eu sei

E vai passar

E vai passar

Sonhos perdidos

Jogados no chão, sei

Mas nada que altere o meu fim

Tire-os de mim

Terá mesmo assim

A noite, o dia, o sim e o não

Amigos te deixam

E te tratam mal

Tudo vai passar

E sobram os cacos

De um só coração

Um sempre ganha pro outro perder

Te jogam no lixo

E cospem em você

Mas se esperar

Tudo vai passar

Tudo vai passar

Sei que vai passar

Se esperar

Tudo vai passar

Passar!

CAFÉ NO COPO PRA LEVAR


O chato dessa vida que não tem mais fim

É sempre tudo pra levar

Pro diabo esse povo barulhento assim

Quer sempre tudo pra levar

Não se sabe nada de educação

Não te perguntei, vai logo e trás meu pão

Olha a vaca da garota a rebolar

Que mal chegou e já fisgou

‘Em que mais posso te ajudar?’

O chato dessa vida sem nenhum prazer

É sempre tudo pra levar

Eu disse já

É pra levar

E o que mais?

Vá se ferrar

Com leite?

Cappuccino

Expresso

Passado?

No saco?

Que é pra levar!

O chato de não ter mais tempo pra curtir

É sempre tudo pra levar

O chato que todo especialista diz

É sempre tudo pra

Já já já já

Sempre indisponível e não quer esperar

Sempre tão corrido e sem respirar

Bem melhor seria se eu dissesse que

Ah por favor, com educação

Façam uma fila então

Pro diabo esse mundo que não tem mais fim

E tudo tem que ser pra já

Vai demorar?

Tem que correr

Eu disse já

Pode esperar?

Que chato

Eu disse que

Chato

É sempre tão

Chato

Eu sei que é um

Saco

Ter que esperar

O chato desse mundo cheio de infeliz

É gente chata pra fritar

(Chata, chata)

O chato desse mundo inteiro é isso aqui

Café no copo pra levar

(Pra levar, já)

Não se sabe nada de educação

Não se senta pra pedir, nem no balcão

Sempre gente louca vem gritando pra

Pedir pra já, não vou esperar

Eu disse tudo pra levar

Na vida tudo passa e sempre passará

Por isso ninguém quer esperar

É pra correr como um cartoon

Ou pra caçar um Pikachu

Mas sempre, sempre

Sempre, sempre

Sempre, sempre

Sempre, sempre

Sempre, sempre

Sempre, sempre

Sempre tudo pra le...

Quente

Escuro

Rico

Forte

Sempre

Duro

Mole

É a morte

Isso ainda é café?

Pra já!

Pra levar!

MISS DAISY

Há uma dona em meu sonho

Vive em meu coração

O meu tempo é todo dela

Morro de paixão

Sei que a vida é uma desgraça

Se ela não aqui está

Se eu for lá na cozinha

E não a encontrar

Miss Daisy

Miss Daisy

O melhor é dela sim!

Seu croissant é maravilhoso

O seu cheesecake é

De longe o mais gostoso

Miss Daisy

Ah, Miss Daisy

Tão gostosa, Miss Daisy

É tudo tão gostoso assim

Eu nunca quero te trocar

O sabor é espetacular

Não há ninguém pra comparar assim

Doce e fofa Miss Daisy

Miss Daisy

Minha alma já vibrou

Miss Daisy

Um orgasmo de sabor

Eu te amo Miss Daisy

Os sinos tocam

Eu quase gozo

Em cada doce que eu povo

Por isso a Broadway sempre a contrata

A Julie Andrews não começa nem a ensaiar sem

Miss Daisy

Um sabor que faz feliz

Miss Daisy

A melhor desse país

Tão gostosa, Miss Daisy

Miss Daisy

É tudo tão gostoso assim

A sua mousse é a melhor que há

O chocolate é de arrepiar

Não há doces melhores para mim

Melhor que o dela

Sempre a Daisy

M-I-S-S Daisy

Miss Daisy!

UM MACHO PRA ME ACALMAR


Todos notaram a mudança em mim

Brilhante e gigante mudança em mim

O tempo passou, O mundo girou

E agora eu me sinto bem!

A triste infância que eu passei

Eu não fui feliz até hoje, eu sei

Mas agora passou

Porque tudo mudou pra mim

Amigas e boys me ligaram

E quase não acreditaram

O segredo de estar tão feliz

É simplesmente a transa feita crua

Sem amor

Dou no café, de manhã cedo

No almoço, ali no beco

Pra um macho, pra me alegrar

Sem sombra ou dia triste

Ou roupa que resiste

Pra um macho, pra me alegar

E se ele tem um apê ali no Central Park

É facil o zipper já abriu

Eu pego o cellular e fico a digitar

Se me comer agora, ganha bonus pro jantar

A discrição é tola

Não vim pagar de trouxa

Porque eu vim só pra arrasar

Me pega de fasto

Me faz de capacho

Que eu quero um macho

Pra me acalmar

Leitura me enjoa

Cinema e a merda toda

Mas macho

Coisa melhor não há

Pra quem um beijo é melhor preliminar

Não sabe usar os quadris

A mão já enguiçou e a língua nem tentou

Quem sabe usar o língua é sempre muito mais feliz

Então sai desse armário

E vem tirar o atraso

Que o melhor já começou

De frente ou de lado

De costas, de quarto

Escolha seu macho

Pra ate acalmar

Oi gato, tô com um probleminha aqui

O forno tá tão quente e quase me queimou

Se você puder, vem aqui atrás

E se vier, apaga o fogo em mim

Então vem! E traz o extintor

Eu estou pronta pra arrasar

Estou vivendo um sonho

Estou no meu lugar

Não fique seca à toa

Que a vida passa, voa

E o amor não vai rolar

Eu quero um macho

Nem precisa ser macho

Mas só um bom macho

Pra me acalmar!

THE HAPPY TIME

Me lembro do dia lindo que passou

Da lua branca que brilhou

Não voltam mais

Me lembro do parque e ir no carrossel

E beijos com sabor de mel

Não voltam mais

E lembro do seu olhar

Que ainda me diz

‘Eu nunca fui tão feliz’

E agora se foi, e eu perdi

Eu sonho que um dia ainda vou te ter

E a lembrança vai viver

E a paixão virá me renascer

E vai voltar

LUZ E COR

Eu estava pelas dunas de Santa Cruz

Ou Monterrey

Bem, já não sei

Eu senti a brisa leve que soprou do mar

A me inspirar

Bem, já não sei

Eu lembro de dizer ao Sam que eu…

Ou era o Fred?

Bem, já não sei

Que apesar de tudo eu não estava bem

Me faltava o Sam

Me faltava o Fred

Me faltava o ar

Luz e cor, onde está

A Magia que faz brilhar?

E sorrir, a girar

Sons de ohh-pah-pah a tocar

Dançam mais no salão

Moços e moças pelo balcão

Filtros de luz e cor

Ambar e ouro e azul

Eu estava emu ma escuna pelo alto mar

Ou era o cais?

Bem, tanto faz

Inclinada a estibordo eu comia só

Em plena paz

Bem, tanto faz

Eu dizia ao Joe como Deus é bom

Ou era o Pete?

Bem, tanto faz

Mas eu nunca me senti tão infeliz

Me faltava o Joe

Me faltava o Pete

Me faltava o ar

Luz e cor, onde está

A Magia que faz brilhar?

E sorrir, a girar

Sons de ohh-pah-pah a tocar

Dançam mais no salão

Moços e moças pelo balcão

Filtros de luz e cor

Ambar e ouro e azul

Eu tentei me achar em camas em que eu deitei

Ou nem sentei

Bem, já não sei

E cantei canções que eu jamais pensei ouvir

Nem escolhi

Bem, algo assim

E pensava como era bom ter dez

Ou eram seis?

Bem, já não sei

Eu sabia como era ser feliz

Bem mais fácil aos dez

Bem mais fácil aos seis

Bem melhor pra mim

E sorrir, a girar

Sons de ohh-pah-pah a tocar

Dançam mais no salão

Moços e moças pelo balcão

Filtros de luz e cor

Ambar e verde e carmim

E ouro e marrom

Laranja e azul

Sim, eu fui, te deixei

E por que me casei?

Já não sei

Não vou voltar

Bem, tanto faz

Logo eu volto a sentir, enfim

A mágica, a luz e cor, sonho de um amor

Que é só pra mim!

QUADRO EM BRANCO

Se a vida é um quadro em branco

Que se deve colorir

Meus pincéis eu perdi

A minha arte é um monte

De mil riscos e um borrão

Que revela, perfeito

Um só coração

Esse é o olhar que sonhos me fez despertar

Verde será

O coração marcado por dor e paixão

Roxo então

E essa mãos marcadas de histórias

E tapas brutais

Sem cor, não quero mais

Esse é o jardim de rosas

Que trouxe pra mim

Cor de carmim

E as paredes frias, com quadros

De histórias de sonhos

São sonhos de um fim

Não há mais cor pra mim

Esse é o rapaz que disse que amava demais

Branco deixou

EU JÁ NÃO LEMBRO MAIS / UM DIA VAI PASSAR


Eu já não lembro mais

Eu já nem penso mais

Em cada gesto que era seu

E que ficou pra trás

O rosto contra o meu

E cada noite que no céu

A lua surpreendeu

E de repente foi em ti

Que o meu olhar pousou e disse: Fim

Se foi aquele amor

O amor que se partiu

Se foi por ti que o meu peito

Nunca mais sorriu

Eu já não sei

Não há nem sinais

Do que foi bom

Não foi

Eu não me lembro mais

Um novo amor virá

Aquele que sonhou

Um jeito manso de chegar

E eu sei que vai notar

E o que ficou perdido lá atrás

Vai se curar

Eu sei

Não lembrará jamais

Um dia vai passar

E mais um dia vem

E eu não quero mais você

A noite vai chegar

As horas vão correr

E eu não quero mais você

Os dias vão passando e são iguais

São dias terminando e nada mais

E quanto mais eu vou

É quanto mais eu sei

Que mais o tempo vai seguir

Mas eu só não sei porque

Alguma coisa diz

Que quando eu fui feliz

Foi você que eu quis

(...)

TUDO É JAZZ

Vem meu bem que a gente vai brincar

E tudo é jazz

As meias vão cair e as pernas vão roçar

E tudo é jazz

Ligo o carro

Eu sei de um tal basfond

Onde escorre o gim e o piano é bom

É num lugar assim, que tem lugar pra mim

E tudo é jazz

Tem laquê, sapatos de verniz

E tudo é jazz

Alguém chorando blues, é a febre dos quadris

E tudo é jazz

Vem meu bem que eu já mandei trazer

Uma aspirina a mais, então não vai doer

Na hora que subir e a gente descobrir

Que tudo é jazz

Isso!

E tudo é jazz

Quente!

E tudo é jazz

É num lugar assim, que tem lugar pra mim

Pois tudo é jazz

Vai rodar

A cada vai tremer

E tudo é jazz

Sobe mais

Que nada vai descer

E tudo é jazz

Baby, vem

Que é pra ganhar o céu

O velho zeppelin

Já foi pro mausoléu

Porque ficou pra trás

Cheirando o nosso gás

E tudo é jazz

Vai rolar os pés até gastar o chão

E tudo é jazz

Vai passar a noite nessa esfregação

E tudo é jazz

Vai até raiar o dia

Mais, que a coisa não esfria

Sem sentir

Até cair

Pois tudo é jazz

Vem meu bem que a gente vai brincar

E tudo é jazz

As meias vão cair e as pernas vão roçar

E tudo é jazz

Ligo o carro

Eu sei de um tal basfond

Onde escorre o gim e o piano é bom

É num lugar assim, que tem lugar pra mim

Pois tudo é…

Vem que a vida é bela

Pra quem se joga nela

E o mais

É jazz!

É jazz!

EDUCAÇÃO

O que foi feito dos bons modos?

Dos bons gestos?

Do bom gusto?

O mundo agora é vulgar

Tudo é só escrotidão

Não há mais educação

Não!

Já não se diz: ‘Por favor, moça’

‘Pois não, moço’

‘Perdão, dona’

Quem era doce e gentil

Hoje é grosso e bundão

Não há mais educação

Não!

Ah! Os cavalheiros se tornaram cavalões

As vagabundas se instalaram nas mansões

A velha classe já entrou em extinção

Não há educação

O que foi feito dos bons tempos?

Dos bons ventos?

Dos bons ares?

Ninguém se acanha em soltar

Gazes pelo salão

Não há mais educação

Não!

Ah! Hoje há cadelas onde havia cortesãs

E trogloditas nos lugares dos galãs

E até as velhas já perderam a noção

Até as velhas já perderam a noção

Não há educação

Nádegas e peitos nos jornais, demais

Meu Jesus!

Hoje só há genitais

Educação não mais!

A melhor tradição

Foi parar no culhão

Foi pro pé

Foi pro pé

Foi pro cu

Foi pro cu

A edu-ca-ção!

MR. CELLOPHANE


Se alguém em meio a multidão

Levanta o braço, estende a mão

E grita e chuta e faz furor

Dá pra notar

Se alguém durante o futebol

Sai nu correndo na geral

Mostrando ao povo o seu valor

Dá pra notar

E mesmo quem é tímido e sem cor

Tem sempre seu instante de fulgor

Exceto, é clato, se esse alguém nasceu

Translúcido, irrelevante, eu

Cellophane, Mr. Cellophane

Vulgo João ninguém

Mr. Cellophane

Eu sempre estou presente, transparente

Ninguém jamais me vê

Por isso Cellophane, Mr. Cellophane

Vulgo João ninguém

Mr. Cellophane

Eu sempre estou presente, transparente

Ninguém jamais me vê

Suponha que você é um cão

À quem o dono estende a mão

Pra dar um osso ou pra coçar

Dá pra notar

Suponha que você casou

E ao lado seu alguém roncou

Por sete anos sem parar

Dá pra notar

E mesmo quem é tímido e sem cor

Tem sempre seu instante de fulgor

Exceto aquele alguém que sempre está

Inexpressivo, apagado, quem será?

Vulgo João ninguém

Mr. Cellophane

Ninguém jamais me vê

Por isso Cellophane, Mr. Cellophane

Vulgo João ninguém

Mr. Cellophane

Eu sempre estou presente, transparente

Ninguém jamais me vê

Nunca ninguém vai…

MEU BABY E EU

Meu bem é meu baby

Que amor é meu baby

Somos o baby e eu

Eu e meu baby, meu baby e eu

Os dois juntinhos, que dupla que deu

Vem tempestade

O barco afundou

Tudo bem, pois meu neném

Chegou nadando e me salvou

Ele no colo é como um buquê

Juntos na foto, sou eu e o bebê

Vem cataclisma

O teto cedeu

Mas tenho meu baby

Sou eu e meu baby

Docinho meu baby

Rosinha meu baby

Fofinho meu baby

Lisinho meu baby

Somos o baby e eu

Eu e meu baby

Meu baby e eu

Super dueto

Que o mundo elegeu

E simplesmente

Não da pra fingir

E meu bebê

Além do que

É tudo que eu quero exibir

Ele é meu dono

E vai me levar

Sigo meu dono

Que vai me guiar

Eu era ímpar

Mas aconteceu

Meu par é meu baby

Meu duplo, meu baby

Somos o baby e…

Eu!

Somos o baby e eu!

LÁ VAI A BOLA

Lá vai a bola

E eu não peguei

Lá vai a bola

E eu nem toquei

No placar, eu tô com zero

Empatar, eu nem espero

Avançar, só pro banheiro

Sim, agora é tarde

Tem sempre aquela

Que joga mais

E lá vem ela

E eu vou pra trás

Agora eu vou

Pro galinheiro

Quem dançou

Vai pro chuveiro

Agora é vaia

Não tem perdão

Pois só

Tem um

Um só

Só um

Campeão!

A SORTE ME ESCOLHEU

Ba-do-di-o-di-o-di-o-di-o-do

Ba-do-di-o-di-o-di-o-di-o-do

Ba-do-di-o-di

Olha o tempo mudou

Ba-do-di-o-di

Olha só quem chegou

Tudo dando certo

Tudo bom, tudo bem

A sorte me escolheu

Grana tá no bolso

E tudo nota de cem

A sorte me escolheu

Vou de festa em festa

Fico até de manhã

E os amigos milhões

Uma espécie de clã

Tenho alguém que amo

E que vive pra mim

Sou seu gato e seu cão

Tenho a sorte em minha mão

Ba-do-di-o-di

Ela é tudo de bom

Ba-do-di-o-di

Ela é quase um bombom

Quero porque quero

E quando quero terei

A sorte me escolheu

Faço como quero

E se não quero, passei

A sorte me escolheu

Férias, pra que ferias

É um eterno verão

Vem brilhar só pra mim

Em qualquer estação

Topo qualquer coisa pra viver só assim

É uma sorte ser eu

Sim

A sorte dela

Eu

A sorte dela

Wow

A sorte dela

A sorte dela

A sorte dela

A sorte dela

A sorte…

Tudo dando certo

A sorte me escolheu

Grana tá no bolso

A sorte me escolheu

Até de manhã

A mais doce maçã

Tenho alguém que amo

E faz tudo pra mim

Seu cardápio sou eu

Sim, que sorte

Mas a sorte

A sorte me escolheu

Vem cá, sorte, diz pra mim

Se é pra sempre

Ou sorte tem fim

Mas enquanto eu posso

Eu vou viver com você

Vou fingir que sonhei

Que era lindo viver

E se alguém me der as costas

Tanto faz, tanto fez

Eu só tenho o que é meu

Sim, só eu

A sorte me escolheu!

O BEIJO DA MULHER ARANHA


Cedo ou tarde

Você vai saber

Pela cama, na sala

Ela vai te envolver

Não há como escapar

E eu sei que ela vem

Beijar

Cedo ou tarde

De luz ou de dor

Sob velas vermelhas

Virá com furor

Sua sombra a pairar

Quando o fogo queimar

Pra te beijar

Quando a lua cresce

Sobre a maré

Sua cinta negra

Faz a caça tremer

De pavor e prazer

Da mulher aranha

Com suas garras vis

Vai correr

Mas não vai conseguir

Cedo ou tarde

A paixão vai crescer

Ao tocar a sua pele

Você vai saber

Vai sentir uma dor

E ferver de calor

De amor!

Cedo ou tarde

Vai sentir o prazer

De ser caça na teia

Vai gozar e gemer

Sem poder de ação

Uma presa em sua mão

Seu beijo então

Quando a lua cresce

Sobre a maré

Sua cinta negra

Faz a caça tremer

De pavor e prazer

Da mulher aranha

Com suas garras mais

Vai correr

Vai fugir

Vai gritar

Mas não vai escapar

CORRO SIM

Eu planejei levar a gata

Ao Madison Square

Mas quando eu liguei, não atendeu

Por que?

Deixei recado que viria

Ao Central Park

Quem sabe ela vem me encontrar

E enquanto eu espero, eu corro sim

Na pista, enquanto espero, eu corro sim

Correndo tudo passa, tudo voa, tudo vai

Correndo tudo vai passar

Correndo, pela pista, eu corro sim

A pé ou de patins, eu corro sim

Correndo tudo passa, eu esqueço e tudo vai

Correndo tudo vai passar

Essas mulheres nos deixam loucos! Escuta essa

A minha gata apareceu sem avisar

E eu nem sei como ela me achou

Ih, furada

É!

Furada!

A noite inteira eu não dormi com ela lá

Insaciável e sempre a me atiçar

E já que agora eu fugi, eu corro sim

Na pista, enquanto espero, eu corro sim

Correndo tudo passa, tudo voa, tudo vai

Correndo tudo vai passar

Correndo, pela pista, eu corro sim

A pé ou de patins, eu corro sim

Correndo tudo passa, eu esqueço e tudo vai

Correndo tudo vai passar

Se ao menos eu aprendo e faço como ela quer

Será que esse namoro não tem fim?

Será que ela espera muito mais de mim?

Será que eu consigo aguentar?

E en-quan-to eu

Corro e me decido, eu corro sim

Na pista, enquanto espero, eu corro sim

Correndo tudo passa, tudo voa, tudo vai

Correndo tudo vai passar

Correndo, pela pista, eu corro sim

A pé ou de patins, eu corro sim

Correndo tudo passa, eu esqueço e tudo vai

Correndo tudo vai passar

(…)

Correndo, pela pista, eu corro sim

Na pista dessa gente eu corro sim

Correndo eu esqueço e tudo vai

Correndo tudo passa e vai passar

Correndo tudo vai passar

(Passar)

Correndo tudo passa e vai passar

E tudo passa e vai passar

Corre tudo e tudo vai

Passa tudo e muito mais

Corre sempre, sempre mais

Que vai passar

ONLY LOVE

Sim

Vem pra mim

Vem amor

Vem pra mim

Olhar, que se encontra

Querer, que nos une

Você e eu

Pra sempre quis

Tocar

Sentir

Cuidar

Pra sempre mais

Pra sempre mais

Sempre amor

Sempre amor

Sempre você

Vem pra mim

VEM PRA MIM

Vem pra mim

Meu bem, chegou enfim

O dia mais feliz

Se me aceitar

Eu sei que o mundo diz

Que é cedo demais

Mas sei que o tempo vai

Não volta jamais

Por isso quero enfim

Você tão Linda assim

E se disser um sim

Pro nosso amor

Brilhantes desse anel

Dirão que estou no céu

Aceita e vem pra mim

Diz que sim

Diz que sim

É o que sonhou

E tudo o que buscou

Sou eu seu grande amor

Vamos casar!

Me diz que está feliz

Que foi o que sempre quis

Aceita e diz que sim

Diz que sim

Vem pra mim

SÓ SILÊNCIO EM MIM

Tudo lindo assim

Como planejou

Estranho, mas eu não senti

Só silêncio em mim

Pesam em suas mãos

Sonhos desse amor

E os sinos que eu devia ouvir

Só silêncio em mim

Não há cor de fogos na imensidão

Nem carros de som virão

Acho que nas nuvens onde eu vivi

Algo estranho não chegou

Mas não há percussão

Em meu coração

É um som que eu esperava ouvir

Ser feliz não é pra qualquer um

Bem, quem vai saber

Só o silêncio enfim

É só o que eu ouço em mim

A GRAMA MAIS BONITA

Os poderosos jantam com você

Que máximo!

Médio máximo

Prefiro comer pizza

É um máximo!

Médio máximo

Um dia fica gorda

Sua foto tá na Vogue

Que máximo!

Médio máximo

Prefiro ter família

Que máximo!

Médio máximo

Vai sustentar marido

Ah, a grama mais bonita

Tá sempre no outro jardim

Ah, e a melhor saída

É sempre aproveitar o que já está aqui

Um brinde e sirva mais champagne

Que máximo!

Médio máximo

Melhor servir calada

Que máximo!

Médio máximo

Me tirem dessa merda

Que bom que veio pra me ver

Que máximo!

Médio máximo

Tá sempre atrasada

Que máximo!

Médio máximo

Coitada da garota

Ah, a grama mais bonita

Tá sempre no outro quintal

Ah, enfim, é essa vida

Quem sempre tudo quer, vai se dar mal

Você me sirva um whisky

Que máximo!

Médio máximo

Me traz outra garrafa

Que máximo!

Médio máximo

Tô sendo humilhada

Mas deixa vir a conta

Que máximo!

Médio máximo

Faltou o meu martini

Que máximo!

Médio máximo

Me traz mais um charuto

Eu só queria um homem

Não vai pegar meu homem

Eu já peguei seu homem

Ah, é humilhosa a vida

Vem, já me serve outra bebida

A grama mais bonita

Está no meu quintal

E tchau!

SEMPRE JUNTOS


Com ela é sempre

Primavera

A vida é tudo

Que não era

Mais que dois

Somos um

Sempre juntos

Nos olhos dela

Passa um filme

Nos dedos dela

Um perfume

Mais que dois

Somos um

Sempre juntos

Mais que o maior dos passos

Mais longo que o verão

Não cabe mais nos braços

Esse amor faz de nós

Mesmo sós

Multidão

Mais que dois

Somos um

Sempre juntos

Em todos os pronomes

Ela é meu plural

Somos doce e sal

Mais que dois

Somos um

Sempre juntos

De todas as respostas

Ela é o eterno sim

E quando tudo é noite

Ela vem como sol

Só brilhar, só pra mim

Mais que dois

Somos um

Sempre juntos

Até o fim dos dias

Até queimar o gás

Sempre juntos!

MAS QUEM SABE

Mas quem sabe

Tenho sorte

Mas quem sabe, vencer

E quem sabe

Ser amada

Como a primeira vez

Vai me abraçar

Me fazer amar

Perdedora, nunca mais

Como antes, como só sei ser

Todos amam vencedores

Nem conseguem me ver

Ser a dama, ser amada

Não fiz por merecer

Mas a sorte foi lançada

Ninguém vai me deter

Sei que agora

Só agora

Sei que posso vencer

Todos amam vencedores

Nem conseguem me ver

Ser a dama, ser amada

Não fiz por merecer

Mas a sorte foi lançada

Ninguém vai me deter

Sei que agora

Só agora

Sei que quero

Sei que posso

Vencer!

AGORA VEJO

Era o amor

Era a paixão

E eu era aquela que nunca

Dizia que não

Agora digo

Éramos nós

Estreitos nós

E eu era aquela que não tinha

Olhos nem voz

Agora tenho

Veio você

Que nem perguntou

Simples você

Que nem se assustou

E me cobriu

E me ardeu

Um fogo brando

Que se acendeu

Olha pra mim

Outra mulher

Olhos nos olhos

Do fundo, do fundo de mim

Agora vejo

Vejo que assim

Quero você

É só o que eu quero pra mim

Agora vejo

Vejo

Foi a paixão que me enfeitiçou

Simples paixão, que o tempo levou

Era você, sempre você

Eu tinha tudo

Até te perder

Olha pra mim

Outra mulher

Olhos nos olhos

Te perdi e me arrependi

Agora vejo

Mas não vai voltar

Melhor assim

Mas não é pra mim

E tudo é sombra

Pra mim

GRANA

Grana, muita grana

Grana, muita grana

Grana, muita grana

Grana, quero grana

Muita grana, sempre grana

Tudo é grana, muita grana

Muita grana, muita grana

Grana faz o mundo girar

O mundo girar

O mundo girar

Grana faz o mundo girar

E tudo vai passar

Centavo, dólar, yen e um pound

Yen e um pound

Centavo, dólar, yen e um pound

Yen e um pound

É tudo que precisa girar

O check chink vai soar

E tudo vai passar

Grana, quero grana

Muita grana, sempre grana

Tudo é grana, muita grana

Muita grana, muita grana

Quem é rico quando quer

Tudo quer, tudo tem

E não paga a prestação

Em milhão, como tem

Quem é rico quando quer

Ter alguém, pensa bem

Toca o sino

E tudo bem

Blém blém blém

Vem alguém

Quando é rico quando tá

Na maior depressão

Tá na merda, tá no chão

Na pior, no porão

Vai voando pra Paris

Pra viver infeliz

Na suíte de um hotel

Da Rive Gauche

Grana faz o mundo girar

O mundo girar, o mundo

Grana faz o … girar

E quem não tem milhão

Não tem perdão

Grana, muita grana

Grana, muita grana

Grana, muita grana

Grana

Grana, muita grana

Grana, muita grana

Grana, quero grana

Muita grana, sempre grana

Tudo é grana, muita grana

Muita grana, muita grana

Quem é pobre de marré

Quem não tem pro café

Nem sapato pro chulé

Nem vintém pro feijão

Vai pra rua pra pedir

Pra comer, pra vestir

Mas só ganha pontapé

Pescoção, bofetão

Chega o padre e diz que quem

Tem a fé, diz amém

Vai chupar seu picolé

No além, lá no céu

Mas se a fome chega e vem

Ra-ta-ta ra-ta-ta na janela

Na janela

Quem é?

Fome!

Ah, fome!

Picolé já derreteu e…

Grana faz o mundo girar

O mundo girar

O mundo girar

Grana faz o mundo girar

O check chink vai soar

Grana, quero grana

Muita grana, sempre grana

Tudo muito, tudo é grana

Muita grana, muita grana, muito

Dólar, yen, centavo e o pound

O clinking, clanking, check chink som

Que faz o mundo sempre girar

E tudo vai passar!

CABARET


E agora a história de uma tal garota

Que andava entre o verniz e a bancarrota

Não tinha sobrenome ou endereço

Ela era de fato alguém que tinha um preço

Um dia ela morreu e a vizinhança

Falou: ‘Quem toma todas sempre dança’

E quando no caixão me surpreendi

Era o cadáver mais lindo que eu já vi

Ainda hoje tenho a sensação

Que ela canta

Quando ouço essa canção

Porque sozinha no grande salão

Ouvindo o som tocas

A vida é um cabaret, meu bem

Vem pro meu cabaret

E admitindo

Que mesmo com um futuro

A vida vai passar

E tudo é um cabaret, meu bem

Vem pro meu cabaret

Vem pra tocar

Ouvir um jazz

Ouvir o som

Ba ba-Ba-ba Ba-ba-Ba ba-Ba-ba Ba

Wa-Wa-Wa Wa-Wa-Wa Wa-Wa-Wa Wa

Doo-Doo-Doo Doo-Doo-Doo Doo-Doo

Doo-Doo-Doo Doo-Doo-Doo Doo-Doo-Doo Doo-Doo-Doo

Vem celebrando, vem, tá chegando

Saia da barra da saia, da raia

Da areia da praia, que a vida é aqui

Tomara que caia, que banque a cobaia

Que escape à tocaia, que a vida é aqui

Antes que saia debaixo de vaia

Beijando lacraia, a vida é aqui

A vida é um cabaret

E tudo é um cabaret, meu bem

É jazz, é um cabaret, meu bem

E eu amo o caba…ret!

NEW YORK, NEW YORK

Envoyez mes nouvelles

Je m ́en vais a ce moment

Je veux bien habitter a

New York, New York

Ah chi ko chi to

Ki-no mo ku mama

Ashi no mu ku mama

New York, New York

Ich Mochte aufwachen in einer stadt

Die niemals schlaft

Um mich als der grosste wiederzufinden

Auf dem gipfel des erfolgs

Soltaram meus pés

Não tem contramão

E caminharam pelo chão de

Nova York

(…)

My little town blues

Are melting away

I'll make a brand new start of it

In old New York

If I can make it there

I'll make it anywhere

Come on, come through

New York, New York

My little town blues

Are melting away

I'll make a brand new start of it

In old New York

If I can make it there

I'll make it anywhere

Come on, come through

New York, New York!