SEM PERDÃO À BRUXA

Que bom

Morreu

A bruxa enfim morreu

A grande vilã de toda Oz

A arqui-inimiga de todos nós

Morreu

Que bom

Que bom

(…)

Povo de Oz

Vamos louvar a nossa sorte

E celebrar que a vitória é do bem

Estamos livres daquele alguém

E como é bom saber

Que não há mais maldade

E a maior verdade

No final

É que a moral

Venceu o…

(…)

Sem perdão à bruxa

Não se vela quem foi mal

Não se jogam lírios no caixão

O bem puniu a bruxa

Pras crianças a moral

É que o mal nunca tem perdão

É bom saber que o mal é desprezado

Bom saber que os maus terminam sós

Dá pra ver pela história que a maldade

Não tem voz

É bom saber que o mal é desprezado

Bom saber que os maus terminam sós

Dá pra ver que quem planta só maldade

Não tem voz

NOSSA SHIZ

Com teus salões e torreões

Ó templo do aprendiz

(Aprendiz)

És mãe pra mim, és como um lar

E até meu fim eu vou lembrar

Das lições da nossa Shiz

(Nossa Shiz)

Lições da nossa…

Nossa Shiz

O MÁGICO E EU

Nesses anos de espera

Nunca vi talento igual

E eu sei bem que o Mágico

Busca alguém com potencial

Meu bem, que tal?

Vou escrever para ele

E vou falar de você

Se dedique a domar seu poder

E o Mágico vai notar o dom que tem

Se você for bem

(…)

Eu não sei se é verdade

Mas será que eu posso sonhar?

Que essa coisa em mim

Não é tão ruim

É a chance de estar

Perto do meu sonho

Se eu for bem

E eu vou além

Vou mostrar pra ele

Que eu tenho um dom

E uma vez com ele

Tudo pode ser tão

Tão bom

E com sua inteligência

Não vai ver que cor eu tenho

Ele nunca vai me julgar

Como o povo de onde eu venho, não

E ele vai ver o valor que há em mim

Que o mundo jamais entendeu

E a dupla vai nascer, O Mágico e eu

Sei que ao lado dele

Vai tudo mudar

Porque se estou com ele

Vão me respeitar

Que pai pode ter vergonha?

Que irmã vai se esconder?

Se toda Oz até sonha

Em ter a chance de te ver

E será que é um dom ou maldição

Isso que a vida me deu?

Com ele vou saber, O Mágico e eu

E um dia dirá pra mim:

"Elphaba, você que tem tanta mágica

Não pode ter esse exterior

De aparência tão trágica

E se todos só julgam sua cor

E não enxergam o seu valor

Que tal tentar com meu dom

Desverdear o seu tom?"

Eu não ligo muito, mas vou responder

Beleza então! Lá vou eu

Que dupla vamos ser, o Mágico e eu

Sempre vamos ser, o Mágico...

Na imensidão

Já posso ver

Na imensidão

Um lindo destino que me espera lá no fim

Eu sei

Que não é sensato

Não dá pra ver de fato

Mas prevejo algo assim

Um dia de celebração

Que vai ser só por mim

E com ele frente a frente
Como eu posso esconder?

A emoção é tanta
Que eu poderia derreter!

E o povo de Oz vai gritar ao me ver

Vão saber o meu nome de cor

A chance apareceu

Eu vou atrás do que é meu

Então o Mágico e eu

Vamos ser um só!

ÓDIO

Queridíssimos e foférrimos mamis e papis

Meu caro pai

Houve uma mudança no meu quarto de manhã

Mas eu vou cuidar da Nessa

Mas eu vou deixar de lado

Pois em casa me ensinaram muito bem, sim

Tenho que morar com uma certa cidadã

Estranha e excessivamente exótica

E francamente impossível de descrever

Loira!

Que sentimento estranho nasceu

Bem no momento que o olho bateu

Meu pulso aumenta

É um tormento

Meu sangue esquenta

Que sentimento

Ferve o coração

Tira até meu chão

É…

Ódio

Tudo nela me dá ódio

O nariz

A voz

Que ódio

Quer saber? É um horror

Tudo que ela faz me causa dor

Dá no corpo inteiro um tremor

E eu só sinto ódio

Uma estranha euforia

A mais pura antipatia

É tão forte em mim

Logo que chegou tirou meu ar

Sinto que isso veio pra ficar

E eu só sinto ódio

Ódio que não tem mais fim

Ai Galinda você é demais

Como é que aguenta?

Eu não sou capaz

Que tragédia, que cilada

Nós estamos na torcida pra te ver canonizada

Bem…

São provações da vida

Mas Galinda tente encontrar

Alguma forma de suportar

E não se apavore

Vamos te ajudar

É tanto ódio

Que sentimento estranho nasceu

Tudo nela me dá ódio

Bem no momento que o olho bateu

O nariz, a voz, que ódio

Meu pulso aumenta, é um tormento

Quer saber, é um horror

Ó que sentimento!

Tudo que ela faz me causa dor

Tira até meu chão

Dá no corpo inteiro um tremor

É

Ódio

Ódio

Uma estranha euforia

Ódio

A mais pura antipatia

Ódio

É tão forte em mim

Em mim

Logo que chegou tirou meu ar

Sinto que isso veio pra ficar

E eu só sinto ódio

Para sempre

Ódio

É tão grande o ódio em mim

Ódio em mim

Que não tem fim

Ódio

Tudo nela me dá ódio

ALGO MAL

Ouvi que um castor

Renomado doutor

Não vai mais poder lecionar

Pois perdeu o dom de falar

E agora o cão pastor

Outrora grande orador

Não vai mais pregar

Pois só pode ladrar

São boatos talvez

Mas muitos de nós

Estão perdendo a voz

Algo mal se passa aqui em Oz

Algo mal justo aqui em Oz

Sempre às escuras

Por trás do véu

Algo ma…

Mal!

(…)

Ele vai dar um jeito nisso!

É pra isso que nós temos um Mágico

Pra nada mal

Tomara que tenha razão

Nada assim tão mal

Nada muito ma…

Perdão... Mal!

Não pode ser aqui em Oz!

É SÓ DANÇAR

A escola é um lugar

Que ensina só o que aborrece

Eu mesmo já fui expulso

De diversas pra saber

Não querem que se torne fútil, inútil

Mas não entendo o estresse

Pra que estudar

Se pra viver

Não tem vestibular

É só dançar

Entre na onda

Não se esconda mais

Pensamento é tormento

Pra que sofrer?

Se é tão simples

E pra dançar

Não endureça

Solte a cabeça, vale tentar

Nada importa

E já que nada importa

Tanto faz

É melhor dançar

É só dançar

Entre no clima

Não se reprima mais

Quem encana só se engana

Eu sou mais eu

Vem que eu te mostro

É só dançar

Solto na vida

É a saída pra se curar

Largue as dores

Limpe a mente

Venha e tente dançar

(…)

Vamos todos dançar no baile

Até o dia raiar

Quem não curte flertar

E fazer o seu par rodopiar?

Vem com tudo dançar no baile

É só me seguir

Vai ser super incrível

É só dançar

(Livre e leve)

Que a vida é breve pra não se jogar

Nada importa

E já que nada importa

Tanto faz

É melhor dançar

(…)

Veja aquela menina infeliz

Tão linda e tão só

Eu fico com dó de dançar no salão

E ela não, não

Se algum bom rapaz salvá-la

Da cena que dói

Será meu herói

(…)

Eu e você pelo jeito

Formamos um par perfeito

Perfeito!

Perfeita!

Juntos somos perfeitos

Nós dois fomos feitos

Só pra dançar

(…)

É a minha chance

De sonhar com um romance

Com um munchkin que

Galinda achou pra mim

Tente ao menos entender

Que eu preciso agradecer esse gesto

Diga que sim

O meu par perfeito

Foi Galinda quem encontrou

O meu par perfeito é o Boq

Por favor Elphaba, tenta entender

Eu vou

(…)

Esse chapéu tem distinção

E é da cor da estação

O seu par perfeito

Já dá pra ver, vocês se dão

O seu par perfeito

É seu, presente meu de coração

(…)

Ouça, Nessa

Sim?

Ah Nessa, faz o certo quem confessa

E eu confesso porque eu te convidei

Pode até soar ruim

Ai Boq eu sei porque

Você sabe?

É porque eu sou assim

E teve pena de mim

Foi isso eu sei

Não, não! É porque

Porque…

Porque você é linda sim

Ah Boq, você faz bem pra mim

E é meu par perfeito

O destino vai provar

O meu par perfeito

Não é, Boq?

Quer saber? Vem cá!

Pra que?

Dançar!

(…)

É só dançar

Sempre é hora

A vida é agora

Não olhe pra trás

E dançando a vida vai mudando

Então dance

Mais!

POPULAR

Toda vez que eu encontro

Alguém com menos luz

Pois no caso, eu brilho

Eu sou a própria luz

Eu sinto até dor no coração

Se é hora da transformação

Galinda entra em ação

Eu sei, eu sei

Que existe salvação

E olhando pra você

Da pra ver que é puxado resolver

Mas calma, é a minha vocação

A solução

Está na mão

Que tal ser

Popular

Te ensino a ser popular

Uns truques de quem testou

E se aprimorou

Estratégias pra flertar

Escolho o seu batom

Vou achar seu tom

Tudo mais pra te ajudar a ser

Popular

Você vai ser popular

Você vai ser campeã

Vai até ter fã

Vai saber qual gíria usar

Vamos lá, porque pelo visto vai demorar

Não se ofenda com a minha análise

Pense nisso como um tipo de diálise

Comigo aqui você vai ver que vale

Se jogar sem medo

Esse é o meu segredo

Quando o assunto é

Popular

Eu sei o que é popular

Não pode desperdiçar

Tem que aproveitar

A benção que a vida te deu

Eu!

Confesse que deseja

Que o mundo seja meu

Seu!

Você vai ser tão

Popular

Quando vejo criaturas

Deprimidas e inseguras

Com amor, lhes jogo a questão

Se-rá que

O segredo da vitória

De quem entra pra história

É ser inteligente?

Claro que não!

É ser popular, dã!

Só tem que ser popular

Não basta ter formação

Tem que ter carão

Sua inspiração chegou

Nessa diva popular que eu sou

(...)

Lá no fundo eu sei

Que o que eu te falei

Vai te fazer pensar

Então já se prepare

Que eu vou te popularizar

Vai ser popular

Só não vai roubar o meu

Lugar

NÃO É PRA MIM

O seu olhar

Me acende

Tira o ar

Por que eu me sinto assim?

Poderia ser

Mas não é pra mim

Pra que sonhar?

Não esqueça o seu lugar

Nunca deixe esse amor crescer

Poderia ser

Mas não é pra mim

De vez em quando é bom fugir

Para o mundo da ilusão

Mas não vale a pena me iludir

Se a vida real diz não

Não vai ser meu

Sei que a outra já venceu

Mais linda que um jasmim

Tenho que aceitar

Que o seu olhar

Não é pra mim

Querer em vão

Só machuca o coração

Não nascem flores no meu jardim

Seja como for

O seu amor

Não é pra mim

VENHA VER

Venha ver esse mundo esmeralda

Eu sempre quis ver a cidade das esmeraldas

Venha ver esse mundo esmeralda

Mundo esmeralda

Venha ver esse mundo esmeralda

Venha ver, tudo vai te encantar

Conhecer esse mundo esmeralda

É tudo tão lindo

Mesmo partindo, vou sempre lembrar

Há centenas de atrações pra ver

Pra comprar

E aprender

Palácios

Museus

Pra visitar

É perfeita sem tirar nem por

Tem glamour

Tem minha cor

Eu acho que encontrei o meu lugar

Eu quero estar nesta multidão

E um dia eu volto pra ficar

Farei daqui meu novo lar

Mas hoje eu só quero diversão

Venha ver esse mundo esmeralda

Venha ver, que divertido lugar

Venha ver

Eu só vejo esmeralda

Nessa viagem, nossa passagem

Vou sempre lembrar

(...)

Quem que tem o tempo

Pra desatar os nós e alegrar a toda Oz?

Quem que vem no vento

Pra se tornar nosso porta voz

Seu amor por balão inflável

Faz dele um ser formidável

Ele é tão mágico

Que mágico incrível

Venha ver esse mundo esmeralda

Venha ver, que divertido lugar

Que prazer ver o mundo esmeralda

E quando procuro

Nosso futuro

Agora eu consigo prever

Você e eu

Quase irmãs

Mais que irmãs

Nesse lugar que viemos

O mágico vai ver vocês

Ver!

SENTIMENTAL

Eu sempre fui sentimental

E ser um pai foi sempre um sonho

Então pra mim é natural

Que cada cidadão

Pareça um filho ou filha

Chegou a sua hora de brilhar

Meu lema é: todos têm direito de voar

E te ajudar no que eu puder

No fim me torna tão paterno

Afinal

Eu sou sentimental

DESAFIAR A GRAVIDADE

Eu só espero

Que esteja bem feliz

Meteu o seu nariz

Bem onde não devia

Mas quanta teimosia

Eu só espero

Que possa se orgulhar

Que possa suportar

Ser sempre submissa

E tudo por cobiça

É essa a sua decisão?

Eu só espero que não

(...)

Não desista do seu sonho

Você fez por merecer

E se quiser ainda é tempo

Eu sei

Mas eu não quero

Não!

Eu não posso mais querer

Sinto algo novo em mim

Nada será igual

Não vou me sujeitar

À regras que me fazem mal

É tarde pra ter medo

É hora de despertar

O meu instinto chama

E me faz tentar

Desafiar a gravidade

Tentar domar a gravidade

Não vão me alcançar

Não percebe o que fez

A sua ilusão de grandeza?

Não quero mais limites

Cansei de obedecer

Não sei no que vai dar

Mas hoje eu vou pagar pra ver

Quis tanto ser aceita

Foi tão caro esse amor

Se isso é amor

Não pago mais o seu valor

Vou superar a gravidade

Desafiar a gravidade

Não vão me alcançar

(...)

Na imensidão

Você e eu

Na imensidão

Eu vejo o destino que podemos construir, Glinda

Nossa parceria

Sempre em sintonia

Juntas vamos conseguir

Desafiar a gravidade

Ultrapassar a gravidade

Não vão nos alcançar

(...)

Eu só espero que seja bem feliz

Também

Busque o que sempre quis

Que a vida surpreenda

E que nunca se arrependa

Eu só espero que no fim

Você se lembre de mim

(...)

Não é ela

Ela não tem nada a ver com isso

Sou eu quem vocês querem

Sou eu

Sou eu!

Olhem pro céu do oeste

Lá vão me encontrar

Pois como alguém me disse

Todos têm direito de voar

Eu posso estar sozinha

Mas hoje o céu é meu

Quem duvidava

Veja agora quem venceu

Já sei voar sobre a gravidade

Desafiar a gravidade

E todos vão me respeitar

E ouçam bem a minha voz

O Mágico e toda Oz

Agora vão me ver voar

Vou voar!

QUE DIA

O terror da bruxa

Cada dia cresce mais

Toda Oz tem medo de dormir

Culpa dessa bruxa

E do mal que ela faz

Ela tem o dom de destruir

Essa cobra peçonhenta de tudo é capaz

O Mágico ela enfrenta

E ela mente sempre mais e mais

Matem essa bruxa

Suas garras são mortais

Nos ajudem, Oz não tem mais paz

Oz não tem mais paz

Oz não tem mais paz

(...)

Toda Oz é bem vinda pra celebrar

Que dia!

A nossa festa, Glinda vai começar

Que dia!

Hoje a bruxa má não nos causa medo

Não dá pra ser mais feliz

Que dia!

(...)

Não dá pra ser mais feliz

Né bem?

Tem alguém mais feliz?

Não tem

Belo final, pra um lindo casal

É como um conto de fadas

Que não dá pra ser mais feliz

Ou dá?

Como ser mais feliz?

Não há como negar

Que é bom partilhar

Esse amor que eu sempre quis

Meu noivo é tão galã

E eu sou sua grande fã

Já vejo meu amanhã

O meu sonho se tornando

O meu final feliz

(...)

Eu me recordo tão vividamente

No dia em que estiveste com o Mágico de Oz

Sem sequer saber ao certo qual seria o fim

Quando à ele se curvou, ele então a batizou

De Glinda a boa, foi assim

E um grito então se ouviu

E era a inveja da bruxa

Espalhando ódio de quem é ruim

Dizem que tudo pode ver

Usando um olho a mais

Dizem que pode descascar

Igual uma cobra faz

Dizem que os bichos mais cruéis

Incitam a sua mágoa

Por ser tão má ela até

Derrete com água

Que?

Água, sim! Joguem um balde d'água

(...)

Então não dá pra ser mais feliz

Não, não dá pra ser mais feliz

Mas eu vou assumir que pode sair

Um pouco aquém do esperado

Mas não dá pra ser mais feliz

Sempre sei como ser feliz

Bom, nem sempre

Pra sempre feliz, é tudo o que eu quis

Mas pode ser complicado

Tem um preço que a vida traz

Das escolhas que a gente faz

É preciso aceitar que o ficou pra trás

Não volta mais

E se o amor não traz

Algo a mais que te satisfaz

Mas neste dia tão lindo

Com tudo saindo bem

Quem pode ser mais feliz?

Eu ganhei o que eu sempre quis

O meu sonho se tornando o meu final feliz

É, ou não é?

Todo sonho pede um final feliz

O nosso amor sincero tem um porque

Que dia!

Tudo se deve ao Mágico e você

Que dia!

O nosso líder, Glinda

E o meu galã

Não podem ser mais gentis

Há sempre um final feliz

Nós vamos pedir um bis

Não dá pra ser mais feliz

Que dia

Feliz!

Que dia mais feliz!

BRUXA MÁ DO LESTE

Eu nunca quis depender de você

Eu só queria andar

Eu nunca quis depender de você

Se coloque no meu lugar

Resta pra mim só pena enquanto

Espero um encanto chegar

(...)

Ah nessa, que bom!

Agora pode andar também

Enfim os meus poderes são pro bem

Hoje fiz o bem!

(...)

Nessa

Ah Nessa, acho que não te interessa mais

Que eu fique aqui cuidando de você

Você vai embora?

Sim! E Oz vai festejar

Porque a Glinda vai noivar com o Fyero

Glinda?

Será que não vê?

Preciso abrir meu coração

Pedir à Glinda a sua mão

Ah Nessa

Eu perdi meu coração pra Glinda

Na primeira vez em que eu a vi

Você sabe disso!

Coração!

Isso nós vamos ver

Nessa, deixa ele ir

Você acha que eu vou te perder?

O seu coração vai ser meu, eu juro!

E agora

Agora te esconjuro

(...)

Salve o meu amado

Ah meu Boq, fique ao meu lado

Não morra, pois não há o que me reste

Sozinha e sem amor

Com essa estranha no espelho

Ela sou eu

A bruxa má do leste

O meu par perfeito

MÁGICO

Eu nunca escolhi

Foi um vento estranho

Que me trouxe aqui

Jamais pensei em ser como Sócrates ou Salomão

Eu sei quem eu sou

Como tantos no mundo

Mais um charlatão

Então eu chego aqui

De cara sou amado

Só porque o povo em Oz

Precisou de um enviado

Te surpreende que eu gostei da sensação?

Tudo mudou, o meu ego inflou

Até mais que um balão

Mágico, disseram Mágico

Serei o Mágico pra lhes servir

Me acharam Mágico, virei o Mágico

Difícil alguém resistir

Porque é Mágico, tornar-se um Mágico

Quem é o Mágico ou o caipirão?

Que de esmeraldas mil

Seu reino construiu

Com tijolo amarelo pelo chão

Não há uma verdade absoluta

Depende de quem diz e quem escuta

De onde eu venho nós acreditamos

Num monte de coisas que não são verdade

Chamamos isso de história

O rei é tirano ou soberano

O rico é ladrão ou um bem feitor

O líder fascista ou só populista

Depende do ponto de vista do autor

Preto ou branco, qual é qual?

Que crise existencial

Cinza para o mundo não é cor

Me acham Mágico, então sou Mágico

Eu sei que o nome que eu ganhei me fez ser alguém

E se quiser pode ser também

Depois de tudo que já fez é sua vez

Elphaba, os mais celebrados

São os reabilitados

Eu prevejo um fuzuê

Um dia de celebração

Que vai ser por você

Mágico, vai ser tão Mágico

Parece Mágico

Você vai ver

E tudo é Mágico

Será que é Mágico?

Sim, Mágico, Mágico

Espera!

Eu embarco no seu sonho

Mas eu imponho

Liberte os macacos!

NÃO É PRA MIM (REPRISE)

Querer em vão

Só machuca o coração

Seja como for

O seu amor

Não é pra mim

SE EU TENHO VOCÊ

Me dê um beijo

Vem me abraçar

Se isso é um sonho

Não quero acordar

Não sei se eu devo acreditar

Que nos seus braços

Eu posso voar

E só por hoje

Se eu tenho você

Esqueço o meu medo

Escolho me render

Mesmo que acabe

Ao amanhecer

Farei cada instante valer

Se eu tenho você

Não é meu forte raciocinar

Mas sua coragem

Me fez enxergar

Você consegue

Me enfeitiçar

E da sua teia

Não quero escapar

Cada instante

Que eu tenho você

Escuto o meu corpo

Não há tempo a perder

Se essa história tiver que acabar

Melhor não pensar

Só te amar

E só por hoje

Se eu tenho você

Se entregue ao momento

Me mostre o que é viver

A luz da lua

Já vai apagar

Mas hoje não vou despertar

Se eu tenho você

TODO BEM TEM SEU PREÇO

Eleka nahmen nahmen

Ah tum ah tum eleka nahmen

Eleka nahmen nahmen

Ah tum ah tum eleka nahmen

Que a pele resista ao ataque que for

Ao baterem, que não sinta dor

Que seus ossos não quebrem

E podem tentar destruí-lo

Mas não vai morrer

Não, não vai morrer

Eleka nahmen nahmen

Ah tum ah tum eleka nahmen

Eleka nahmen nahmen

Ah tum ah tum eleka eleka

É esse o feitiço

Eu já nem sei mais o sentido

Eu já nem sei mais se existe salvação

Fiyero me espera! Ou já terá morrido?

Tudo que passa pela minha mão

Vira maldição!

Todo bem tem seu preço

A caridade trai ressentimento

Todo bem tem seu preço

Hoje eu sei bem

Ser bem intencionado

Nunca ajudou ninguém

Todo bem tem seu preço

Nessa

Doutor Dillamond

Fiyero

Fiyero!

Mas a questão que dói

Me dói essa suspeita

Será que eu busquei o bem

Mas só pra ser aceita?

Será que ser do bem

É só um meio pra ganhar?

Se isso é ser do bem

Já não quero mais tentar

Todo bem tem seu preço

Pegue seu lado bom e jogue ao vento

Todo bem tem seu preço

Tentei o bem mas só causei tormento

Pois bem então, que seja

Que seja assim

Toda Oz vai saber que a bruxa má sou eu

Fiyero sem você meu lado bom morreu

Depois de te perder

Prometo não fazer o bem

Pra mais ninguém

Nunca mais vou fazer o bem!

MARCHA DOS CAÇADORES DE BRUXA

Vão à luta, à caça da bruxa

Boa sorte caçadores de bruxa!

Vão à luta, à caça da bruxa

Todo mal tem seu preço

O mal precisa ser exterminado

Todo mal tem seu preço

Vai morrer

(...)

Foi ela quem me transformou num resto de latão

Mas agora vou matá-la, já não tenho coração

(...)

Embora sem coragem, ele quer retaliação

Porque quando era um filhote

Ela impediu que ele virasse um bravo leão

(...)

Todo mal tem seu preço

Caçadores ao combate sem temer

Porque todo mal tem seu preço

Ela deve morrer

TUDO MUDOU

Na imensidão

Eu me perdi

Na imensidão

Eu vejo em você aquilo

Que eu não pude ser, Glinda

(...)

O futuro é com você

Por nós duas!

Tem que ser você

(...)

Ouvi dizer

Que sempre existe uma razão

Pros encontros

São momentos pra aprender

E a vida traz

Alguém que vem nos ensinar

Se deixarmos

E soubermos devolver

Se é verdade, eu não sei dizer

Mas olhando pro que eu me tornei

Encontro você

Como a rota de um cometa

Que encontra o sol

Como um rio que no oceano

Ganha um novo fim

Pelo bem ou pelo mal

Não importa, mas

Por sua causa

Tudo mudou em mim

E pode ser

Que a gente não se encontre mais

Nessa vida

Por isso a minha confissão

O que eu sou

Foi transformado por você

Sua marca

Vou levar no coração

Não sei se a história acaba bem ou mal

Mas nossa amizade fez

Um novo final

Como o vento que carrega

Uma vela pro mar

Como a chuva no deserto

Cria um jardim

Pelo bem ou pelo mal

Não importa, mas

Por sua causa

Por sua causa

Tudo mudou em mim

Eu peço o seu perdão

Por tudo aquilo

Que eu fiz e que te machucou

Mas o que eu fiz

Também não tem razão

E agora o que era mágoa

Já passou

(...)

Pelo bem ou pelo mal

Não importa

E no final o nosso encontro é o que importa

E por sua causa

Por sua causa

Por sua causa

Tudo mudou

Em mim

FINALE

Que bom

Morreu

A bruxa enfim morreu

A grande vilã de toda Oz

A arqui-inimiga de todos nós

Morreu

Que bom

Que bom

(...)

Sem perdão à bruxa

Finalmente o mal morreu

Finalmente o bem prevaleceu

(...)

Pelo bem ou pelo mal

Não importa, mas

Por sua causa

Sem perdão à bruxa

Por sua causa

Tudo mudou

Sem perdão à bruxa

Bruxa!

Bruxa!