Foto: Caio Gallucci
Bastidores do musical ‘Tick, Tick… BOOM!’
30 de novembro de 2018
nel
Nelson Gonçalves – O Amor e O Tempo
5 de janeiro de 2019

O Frenético Dancin´Days

dancin

Asas abertas, feras soltas, o Rio de Janeiro era uma festa. E não havia lugar mais adequado para celebrar do que o Frenetic Dancing’Days Discotheque, boate idealizada pelos amigos Nelson Motta, Scarlet Moon, Leonardo Netto, Dom Pepe e Djalma Limongi, ponto de encontro de todos os seres livres. Na casa, se apresentaram nomes como Rita Lee (ainda com o Tutti-Frutti), Raul Seixas e Gilberto Gil. Mas nada causou tanta sensação quanto o surgimento das Frenéticas. Contratadas inicialmente como garçonetes, elas também faziam uma breve apresentação durante a madrugada. O sucesso foi imediato: Leiloca, Sandra Pera, Lidoca, Edyr, Dhu Moraes e Regina Chaves logo abandonaram as bandejas e assumiram os holofotes.

Quatro décadas depois, a felicidade bate novamente à porta. É hora de aumentar o som e dançar sem parar. Ao lado de Patrícia Andrade, o próprio Nelson Motta assina a história de ‘O Frenético Dancin´Days’,espetáculo que marca a estreia da coreógrafa e bailarina Deborah Colker na direção de um espetáculo teatral.

O elenco é formado por Érico Brás (Dom Pepe), Stella Miranda (Dona Dayse), Ariane Souza (Madalena), Bruno Fraga (Nelson Motta), Cadu Fávero (Djalma), Franco Kuster (Léo Netto), Ivan Mendes (Inácio/Geraldo), Renan Mattos (Catarino), Karine Barros (coro/stand in feminino), Larissa Venturini (Scarlet), Natasha Jascalevich (Bárbara), além das Frenéticas: Carol Rangel (Edyr de Castro), Ester Freitas (Dhu Moraes), Ingrid Gaigher (Lidoca), Julia Gorman (Regina Chaves), Larissa Carneiro (Leiloca) e Ludmila Brandão (Sandra Pêra).

Os cenários e figurinos recriam a atmosfera disco, mas com uma identidade própria. “A minha inspiração foi a estética de como as pessoas se comportavam na época e o quão ousadas eram no vestir”, explica Fernando Cozendey. “O desafio foi trazer o shape 70 atualizado, criar algo que ainda provocasse espanto, alegria e libertação para um público em 2018. O espetáculo para mim é sobre transgressão de ser, vestir, dançar, existir”, acrescenta.

A direção musical de Alexandre Elias também acompanha o espírito da época e inova ao trazer um DJ pilotando a música ao vivo. “Quando a Joana Motta me convidou para esse projeto, ela veio com essa “sacada” que iríamos contar a história de uma discoteca e que devíamos ter um DJ. E, no caso do Dancing´Days, o DJ Dom Pepe era uma das figuras centrais”. Para construir os arranjos, Alexandre Elias passou meses pesquisando e optou pela técnica dos samples. “Estamos usando tecnologia de ponta nessa área, misturei elementos dos arranjos originais, que são clássicos presentes na nossa memória afetiva, com ideias minhas e da direção, para chegarmos ao resultado final”, explica Alexandre.

O musical ‘O Frenético Dancin´Days’ permanece em cartaz no Rio de Janeiro até o dia 24 de Fevereiro.

+ INFORMAÇÕES

  • Local: Teatro Bradesco Rio – Shopping Village Mall
  • Endereço: Avenida das Américas, 3900 – Barra da Tijuca
  • Dias e Horários: Sextas às 21h | Sábados às 18h e 21h | Domingos às 19h
  • Preços: Os ingressos variam de R$ 75 a R$ 160 e podem ser comprados pelo site uhuu.com