cri3
Com texto e canções originais, ‘Enquanto as Crianças Dormem’ reinventa o gênero antimusical
5 de junho de 2017
capa
Bastidores do musical ‘Alegria Alegria’
15 de junho de 2017

Conheça o elenco do musical ‘Cantando na Chuva’, que chega ao Brasil em Agosto

raia

No ano em que completa os 65 anos de sua estreia nas telonas, chega ao Brasil o musical “Cantando na Chuva”, com versão de Mariana Elisabetsky e Victor Muhlethaler, direção de Fred Hanson, direção musical de Carlos Bauzys, coreografias de Kátia Barros e coreografias de sapateado de Chris Matallo. A estreia está marcada para o dia 12 de Agosto no Teatro Santander e os ingressos já estão a venda através do site Ingresso Rápido.

A clássica história se passa nos anos de 1920 em plena Hollywood. Os atores Don Lockwood (Jarbas Homem de Mello) e Lina Lamont (Claudia Raia) são as estrelas da época, o casal preferido da indústria cinematográfica. Sucesso entre o público, os dois são os queridinhos da mídia, que aposta num relacionamento mais íntimo entres eles, algo que jamais existiu.

O sucesso do casal 20, entretanto, é abalado com a transição do cinema mudo para o falado, que logo se torna a sensação do mercado. Dispostos a não perderem o que conquistaram, Don e Lina se veem obrigados a produzirem um filme para atender às expectativas da época. Juntos, eles precisam superar as dificuldades que essa “nova interpretação” representa para os dois, e assim se manterem no topo. Nesse processo, entram duas figuras importantes para o sucesso da investida do casal: Kathy Selden e Cosmo Brown. Originalmente interpretados por Debbie Reynolds e Donald O´Connor, no musical brasileiro Bruna Guerin e Reiner Tenente dão vida aos personagens.

A ideia de adaptar o espetáculo para os palcos brasileiros surgiu durante uma viagem que Claudia fez com Jarbas em 2012. Ao assistir o musical em Londres, a atriz decidiu comprar os direitos autorais da obra. “Foi ali que deu o clique para montar a peça. Vamos fazer a nossa versão, não é a de Londres e nem a da Broadway. Acredito que a nossa será a mais bacana”, aposta Claudia que, para produzir o musical, se associou a Stephanie Mayorkis, produtora e diretora de Teatro da IMM.

“A cena da chuva é a mais clássica de todos os tempos dos filmes musicais. E não poderia ser diferente no nosso espetáculo”, afirma Jarbas, que frisa a importância de “Cantando na Chuva” em sua formação: “É um sonho de infância, porque o Gene Kelly sempre foi o herói das minhas Sessões da Tarde, quando eu era criança. Fazer esse musical é maravilhoso. E faremos tudo o que a gente sabe: cantar, dançar e sapatear, debaixo da chuva (risos)”.

Para as audições, foram recebidos mais de 12oo currículos. Trezentos profissionais foram escolhidos para passarem pela seleção de elenco. “Fizemos uma série de testes ao longo de uma semana. Vimos as mesmas pessoas mais de uma vez para realmente entender bem as habilidades delas. É um espetáculo difícil nesse sentido, porque tem sapateado, dança tipo jazz da Broadway, canto, interpretação e, claro, perfil da personagem. E não é fácil reunir todos esses quesitos, compor um grupo que supra todas as necessidades criativas do espetáculo”, explica o diretor.

Além de Claudia Raia, Jarbas Homem de Mello, Bruna Guerin e Reiner Tenente, o elenco conta com Sérgio Rufino, Dagoberto Feliz, Thiago Machado, Nábia Villela, Fabio Saltini, Alessandra Dimitriou, Andreza Meddeiros, Carla Vazquez, Carol Tanganini, Claudia Rosa, Conrado Helt, Gabriela Rodrigues, Johnny Camolese, Julio Assad, Lázaro Menezes, Luciana Milano, Marcelo Santos, Mariana Barros, Mariana Gallindo, Marisol Marcondes, Matheus Paiva, Nina Sato, Pedro Paulo Bravo, Sandro Conte, Tutu Morasi e Vanessa Mello.